quarta-feira, 31 de maio de 2017

The Men - The Men

Banda: The Men
Disco: The Men
Ano: 2002
Gênero: Alternative Rock, Garage Rock, Pub Rock, R&B
Faixas:
1. Dancing Little Thing (Hank Ballard) 2:12
2. What Kind Of Girl Are You (Ray Charles) 2:58
3. Out On The Floor (Fred Darian, Al DeLory) 2:39
4. Baby, Don't You Do It (Brian Holland, Lamont Dozier, Eddie Holland) 2:38
5. Got Love If You Want It (Slim Harpo) 3:07
6. Cool Jerk (Donald Storball) 1:59
7. The Whippersnapper (Denise Craig, Billy Emerson) 2:15
8. Please, Please, Please (James Brown, Johnny Terry) 3:16
9. The Memphis Train (Rufus Thomas, Bonny Rice, Willie Sparks) 2:28
10. I Don't Need No Doctor (Nickolas Ashford, Valerie Simpson, Josephine Armstead) 2:24
11. Mohair Sam (Dallas Frazier) 1:55
12. Leaving Here (Brian Holland, Lamont Dozier, Eddie Holland) 3:03
Créditos:
Sven Köhler: Lead Vocals, Harmonica
Olof Wallberg: Lead Guitar, Vocals
Ola Främby: Bass Guitar, Vocals
Niklas Kilenstam: Drums

Biografia:
A biografia da banda, que segue, em versão livre do inglês, foi retirada do seu site.
A Men, de Lund, Suécia, é um pequeno "supergrupo", constituído por membros de quatros bandas suecas anteriormente estabelecidas: Sinners, Girls, Expression e Colubrids. Eles se reuniram no início de 2000 para formar uma insuperável performer band, arrebatadora, refinada, energética, cheia de balanço, estilosa e divertida (sem shoegazers!) – uma banda que os seus próprios integrantes adorariam assistir. Seu lineup: Sven Köhler (vocais, voz principal e harmônica), Ola Främby (baixo e vocais de apoio), Olof Wallberg (guitarra e vocais de apoio) e Mattias Pedersen (bateria e percussão).
A ideia básica era montar um harmonioso grupo guitarreiro para realizar incendiárias interpretações de rock garagem movido a riffs, soul moderno e R&B sessentista. Canções curtas, vocais afiados e potência total! O tipo de música que dá vontade de mexer as pernas, segundo Sven. Pandeiros e palmas juntam-se a guitarras frenéticas, baixo pulsante e bateria que não se presta apenas a marcar o ritmo. E de vez em quando uma harmônica duela com os vocais de Sven para saber quem soa mais alto. A Men é irresistivelmente boa, com seu rock cru e despojado, exatamente como o rock era quando começou. 
O primeiro disco, com canções um tanto obscuras de soul e R&B, foi lançado na Suécia, Reino Unido e Austrália, despertando bastante atenção. Na primavera de 2004, o cantor Sven, o baixista Ola e o empresário Joakim começaram a escrever as músicas do segundo álbum. Eles compunham separadamente em suas antigas bandas, mas agora faziam parte de uma equipe vencedora.
Quando chegou a hora de gravar, veio o convite de Christoffer Lundquist, um dos produtores mais populares da Suécia, para o grupo usar seu estúdio, em Vallarum, Scania. Daí resultaram os discos "Return", em 2006, e "Four Good Men And True", em 2010, e o interesse na banda cresceu no mundo inteiro, gerando ofertas de shows na Espanha, França, Reino Unido, Irlanda, Alemanha, Estados Unidos e Austrália.
No lançamento de "Return', a Men participou ao vivo do programa Nyhetsmorgon, da TV4, e a televisão sueca transmitiu um documentário no qual Sven e Olof dirigiam motonetas Vespa no Lundagård Park. Em dezembro de 2007, o grupo realizou uma fabulosa performance no festival internacional Purple Weekend, em Leon, Espanha. Depois disso, assinou com a LoveCat Music, de Nova Iorque, que, desde então, colocou várias canções originais da banda em séries populares de TV. Em 2010, a banda comemorou seu 10° aniversário com o lançamento de "Four Good Men And True" e uma turnê na Alemanha; em 2011 excursionou pela Austrália, retornando à Espanha em 2012.
De volta à Suécia, a Men começou a gravar seu quarto disco no YLA Studios, situado no centro de Malmö. "This Way" saiu em 2013. Viajando pelo Reino Unido (trens, ônibus e vôos cancelados), o grupo gravou ao vivo, no Cavern Club, um vibrante EP de quatro faixas, participando ainda de um documentário sobre as apresentações naquele local, em janeiro de 2016.
Após um show fantástico no Kulturnatten, em Lund, sua cidade natal, no mês de setembro de 2016, o baterista Niklas, inesperadamente, decidiu deixar o grupo. Mas a Men seguiu em frente e principiou a gravar seu quinto álbum no YLA Studios, com lançamento previsto para o dia 1° de abril de 2017. Bancado por fãs e amigos.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Major Stars - Return To Form

Banda: Major Stars
Disco: Return To Form
Ano: 2010
Gênero: Alternative Rock, Indie Rock, Jam Bands, Neo-Psychedelia
Faixas:
1. Better Stay Down (2:50)
2. Black Point (7:43)
3. Only Now The Flames Blow Out (2:41)
4. Low Grade (6:31)
5. The Space You Know (5:29)
6. Haunting Season (5:37)
7. Two Degrees (2:40)
8. Run From Me Devil (6:11)
Não se conseguiu descobrir a autoria das músicas.
Créditos:
Wayne Rogers, Kate Village, Tom Leonard: Guitars
Dave Dougan: Bass
Casey Keenan: Drums
Amanda Bristow: Vocals (faixas 5, 7)
Sandra Barrett: Vocals (faixas 1, 2, 3, 4, 6, 8)

Biografia:


A biografia da banda já foi postada aqui, juntamente com o disco "The Rock Revival", de 1998.

Porcupine Tree - The Sky Moves Sideways [Bonus Tracks]

Banda: Porcupine Tree
Disco: The Sky Moves Sideways [Bonus Tracks]
Ano: 2003(*)
Gênero: Alternative Rock, Space Rock, Experimental Rock, Progressive Rock
Faixas:
CD 1
1. The Sky Moves Sideways Phase 1 (Wilson) 18:39
2. Dislocated Day (Wilson) 5:24
3. The Moon Touches Your Shoulder (Wilson) 5:40
4. Prepare Yourself (Wilson) 1:58
5. The Sky Moves Sideways Phase 2 (Wilson) 16:48
CD 2
1. The Sky Moves Sideways [Alternate Version] (Wilson) 34:37
2. Stars Die (Wilson) 5:07
3. Moonloop [Improvisation] (Edwards, Edwin, Maitland, Winson) 16:18
4. Moonloop [Coda] (Edwards, Edwin, Maitland, Winson) 4:52
Créditos:
Steven Wilson: Guitar, Keyboards, Programming, Tapes, Flute, Bass, Vocals
Chris Maitland: Drums, Percussion
Gavin Harrison: Drums
Colin Edwin: Bass Guitar, Double Bass
Rick Edwards: Percussion
Richard Barbieri: Synthesizer, Electronics
Theo Travis: Flute
Suzanne Barbieri: Vocals
(*) CD lançado originalmente em 1995.

Biografia:


A biografia da banda já foi postada aqui, juntamente com o disco "On The Sunday Of Life...", de 1992.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Widespread Panic - Space Wrangler [Bonus Tracks]

Banda: Widespread Panic
Disco: Space Wrangler [Bonus Tracks]
Ano: 1992(*)
Gênero: Jam Bands, Southern Rock
Faixas:
1. Chilly Water (Widespread Panic) 5:40
2. Travellin' Light (J.J. Cale) 3:37
3. Space Wrangler (Widespread Panic) 6:49
4. Coconut (Widespread Panic) 5:04
5. The Take Out (Widespread Panic) 2:16
6. Porch Song (Widespread Panic) 2:52
7. Stop-Go (Widespread Panic) 4:51
8. Driving Song (Widespread Panic) 8:30
9. Holden Oversoul [Bonus Track] (Widespread Panic) 3:32
10. Contentment Blues [Bonus Track] (Widespread Panic) 5:06
11. Gomero Blanco (Widespread Panic) 1:12
12. Me And The Devil Blues/Heaven [Bonus Track] (Robert Johnson/David Byrne, Jerry Harrison) 15:11
Créditos:
John Bell: Vocals, Guitar, Background Vocals ("Holden Oversoul")
Michael Houser: Vocals, Guitar
Todd Nance: Drums, Percussion, Vocals
David Schools: Bass, Percussion, Vocals, Background Vocals ("Holden Oversoul")
Domingo Sunny Ortiz: Percussion
Músicos adicionais:
Tim White: Keyboards
John Keane: Vocals, Background Vocals ("Holden Oversoul")
Alberto Salazarte: Rap
David Blackmon: Fiddle
Bill Jordan: Laughter
Paige McConnell: Organ ("Holden Oversoul")
Terry Lavitz: Organ ("Me And The Devil Blues/Heaven")
(*) CD lançado originalmente em 1988.

Biografia:
Rotulada como a Allman Brothers Band dos anos 90 e 2000, essa banda de jams de Athens, Geórgia, EUA, foi formada na Universidade da Geórgia, em meados dos anos 80, pelos colegas de faculdade John Bell (nascido em 14 de abril de 1962, em Cleveland, Ohio, EUA; vocais e guitarra), Michael Houser (nascido em 6 de janeiro de 1962, em Boone, Carolina do Norte, EUA, e morto em 10 de agosto de 2002, em Athens, Geórgia, EUA; guitarra) e Dave Schools (nascido em 11 de dezembro de 1964; baixo).
Os três amigos gravaram um single, "Coconut Image", antes de admitirem no grupo, em fevereiro de 1986, Todd Nance (nascido em 20 de novembro de 1962; bateria). Com a adição do membro temporário Domingo Ortiz (nascido em 4 de julho de 1952; percussão), o novo lineup excursionou intensamente, estimulando o aparecimento de um devotado fã-clube. Um álbum de estreia irrelevante surgiu através do selo independente Landslide, em setembro de 1988, mas a banda assinou posteriormente com a Capricorn Records. Tee Lavitz (nascido em 16 de abril de 1956, em Nova Jérsei, EUA, ex-Dixie Dregs) ingressou como tecladista para apresentações ao vivo e participou do debute homônimo do grupo na Capricorn Records. A formação mais constante da banda tomou forma quando Ortiz a integrou definitivamente e John "JoJo" Herman (nascido em 18 de julho de 1962) substituiu Lavitz.
Suas aparições nas duas primeiras edições do HORDE (Horizons Of Rock Developing Everywhere), um festival itinerante de música tradicional americana, criado pela própria banda em parceria com a Blues Traveler, em 1992, como um antídoto ao Lollapalooza, garantiram-lhe maior visibilidade. Os discos lançados pela Capricorn Records nessa época reproduziram fielmente a sonoridade descontraída e improvisada da banda tocando ao vivo, e canções como "Airplane" e "Can't Get High", de 1994, viraram sucessos radiofônicos. Em 1995, a Widespread Panic, sob a denominação Brute e em companhia do compositor Vic Chesnutt, amigo e conterrâneo de Athens, gravou "Nine High A Pallet" (um novo disco, nos mesmos moldes, saiu em 2002). "'Til The Medicine Takes", lançado em 1999, tentou cortar os improvisos em prol de uma abordagem mais convencional, porém sem muito sucesso.
Em julho de 2002, o guitarrista Michael Houser anunciou que estava com câncer pancreático em estado terminal, morrendo pouco depois. No seu lugar, entrou George McConnel, que já havia tocado ao vivo com a banda, cobrindo a ausência de Houser. O novo guitarrista estreou em "Ball", excelente disco de estúdio, emitido em 2003. Seguiu-se uma enxurrada de discos ao vivo, condizentes com uma banda que tem no palco o seu hábitat natural. "Earth To America", álbum de estúdio de 2006, marcou a despedida de McConnell. Dali em diante, a guitarra líder passou às mãos de Jimmy Herring (nascido em 22 de janeiro de 1962, em Fayetteville, Carolina do Norte, EUA, ex-Aquarium Rescue Unit) (The Encyclopedia Of Popular Music. Compiled and edited by Colin Larkin. New York: Omnibus Press, 2007, p. 1495 [atualizado pelo site Oldies]; tradução livre do inglês).

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Rival Sons - Live at The Roxy, Hollywood CA, 6.12.09

Banda: Rival Sons
Disco: Live at The Roxy, Hollywood CA, 6.12.09
Ano: 2009
Gênero: Blues Rock, Classic Rock, Hard Rock
Faixas:
1. Tell Me Something (Holiday) 4:12
2. I Want More (Holiday, Everhart, Miley, Cobb) 6:49
3. Memphis Sun (Holiday, Everhart, Miley, Cobb) 4:58
4. Get What's Coming (Holiday, Buchanan) 6:09
5. Torture (Buchanan) 6:02
6. Angel (Holiday) 4:08
7. Pocketful Of Stones (Holiday, Everhart, Miley, Cobb) 3:47
8. On My Way (Holiday, Cobb) 5:45
9. Sleepwalker (Holiday, Buchanan, Everhart, Miley) 7:10
10. Soul (Buchanan) 7:32
Créditos:
Jay Buchanan: Vocals
Scott Holiday: Guitar
Robin Everhart: Bass
Michael Miley: Drums

Biografia:


A biografia da banda já foi postada aqui, juntamente com o disco "Before The Fire", de 2009.

domingo, 21 de maio de 2017

The Greenberry Woods - Discografia básica

Banda: The Greenberry Woods
Gênero: Alternative Rock, Indie Rock, Powerpop


Disco: Rapple Dapple
Ano: 1994
Faixas:
1. Trampoline (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 3:24
2. #37 Feels So Strange (Brandt Huseman, Matt Huseman) 3:09
3. Sentimental Role (Brandt Huseman, Matt Huseman) 2:57
4. I'll Send A Message (Brandt Huseman, Matt Huseman) 2:12
5. Oh Christine (Brandt Huseman, Matt Huseman) 2:48
6. I Knew You Would (Brandt Huseman, Matt Huseman) 3:19
7. Waiting For Dawn (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 3:50
8. That's What She Said (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 2:42
9. The Sympathy Song (Brandt Huseman, Matt Huseman) 2:28
10. Adieu (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 4:25
11. Busted (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 4:38
12. More And More (Brandt Huseman, Matt Huseman) 2:58
13. Nowhere To Go (Brandt Huseman, Matt Huseman) 3:00
14. Hold On (Brandt Huseman, Matt Huseman) 4:21
Créditos:
Matt Huseman: Vocals, Lead Guitar, Bass ("More And More"), Piano ("Hold On"), Backing Vocals ("Hold On")
Brandt Huseman: Vocals, Bass Guitar, Piano ("#37 Feels So Strange"), Backing Vocals ("Hold On")
Ira Katz: Vocals, Rhythm Guitar, Piano ("More And More"), Backing Vocals ("Hold On")
Miles Rosen: Drums, Percussion, Backing Vocals ("Hold On")
Andy Paley: Hammond Organ & Backing Vocals ("Hold On")

Disco: Big Money Item
Ano: 1995
Faixas:
1. Love Songs (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 1:42
2. Parachute (Brandt Huseman, Matt Huseman) 3:01
3. Super Geek (Brandt Huseman, Matt Huseman) 2:23
4. Smash-Up (Brandt Huseman, Matt Huseman) 2:52
5. Yeah (Yeah, Yeah, Yeah) (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 2:17
6. Round And Round (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 3:51
7. For You (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 3:18
8. Nervous (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 2:31
9. Go Without You (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 3:01
10. Invisible Threads (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 1:54
11. Oh Janine (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 3:40
12. Back Seat Driver (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 2:36
13. Winslow To Arizona (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 3:03
14. Baby You Can't Get It Back (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 2:58
15. Punch Drunk (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 3:27
16. Nice Girl (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 4:12
17. Different Ways (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 3:31
18. The Final Song (Brandt Huseman, Matt Huseman, Ira Katz) 1:36
Créditos:
Matt Huseman: Guitar, Vocals
Brandt Huseman: Bass, Vocals
Ira Katz: Guitar, Vocals
Miles Rosen: Drums, Vocals
Marty Canelli: Organ
Keith DeFortes: Trumpet
Andy Payle: Additional Vocals, Additional Instruments


Biografia:
Embora a banda powerpop americana Greenberry Woods, de Maryland, parecesse ter os ingredientes certos para o sucesso – talento musical e bons compositores, rápido ingresso numa grande gravadora e uma reação positiva de fãs do gênero –, ela desapareceu após lançar apenas dois discos.
Os compositores, vocalistas e guitarristas Ira Katz e Matt Huseman formaram a Greenberry Woods na Universidade de Maryland depois de se conhecerem em 1988, quando eram estudantes do segundo ano, e começarem a compor juntos. O lineup completou-se com o baixista Brandt, irmão gêmeo de Matt, e o baterista Miles Rosen. Após Katz e Huseman se graduarem, o grupo retornou a Baltimore, em Maryland, e imediatamente ingressou no circuito musical da região. John Lay, seu empresário, que já trabalhara anteriormente com Squeeze e Robyn Hitchcock, era bem relacionado e garantiu-lhe um contrato com a gravadora Sire, em fevereiro de 1993, depois de um show em Nova Iorque. O primeiro disco, "Rapple Dapple", saiu em 1994, e o single "Trampoline" foi bastante executado pelas rádios.
Seguiram-se turnês, abrindo para artistas como Deborah Harry e Proclaimers, mas a inexperiência prejudicou a banda, já que suas poucas apresentações ao vivo, antes de assinar com a Sire, não lhe garantiram um aprendizado musical condizente com o status que almejava. O apoio da Sire diminuiu após ser adquirida pela Elektra Records (anteriormente pertencia à Reprise Records), e as tensões afloraram na banda devido ao trabalho paralelo dos Husemans (banda Splitsville), empreendido em parceria com Paul Krysiak, técnico encarregado das guitarras da Greenberry Woods. O clima piorou durante a gravação de "Big Money Item", de 1995, e o convívio entre três compositores com seus próprios projetos individuais tornou-se desarmônico. A Sire liberou a banda em 1996, deixando os Husemans livres para prosseguir na Splitsville. Katz, por seu turno, formou uma nova banda, Wonderfool, enquanto Rosen abandonou a atividade musical para se tornar um banqueiro especializado em hipotecas (Steve Huey, AllMusic; tradução livre do inglês).

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Cast - Mother Nature Calls

Banda: Cast
Disco: Mother Nature Calls
Ano: 1997
Gênero: Alternative Rock, Indie Rock, Britpop
Faixas:
1. Free Me (4:44)
2. On The Run (3:35)
3. Live The Dream (3:54)
4. Soul Tied (5:29)
5. She Sun Shines (4:29)
6. I'm So Lonely (4:22)
7. The Mad Hatter (3:38)
8. Mirror Me (4:06)
9. Guiding Star (3:58)
10. Never Gonna Tell You What To Do (Revolution) (4:27)
11. Dance Of The Stars/(Silence)/Soul Tied (Piano Loop) (23:17)
Músicas de autoria de John Power.
Créditos:
John Power: Vocals & Guitar
Liam Tyson: Guitar
Peter Wilkinson: Bass
Keith O'Neil: Drums

Biografia:


A biografia da banda já foi postada aqui, juntamente com o disco "All Change", de 1995.

Wilco - Yankee Hotel Foxtrot [Bonus Tracks]

Banda: Wilco
Disco: Yankee Hotel Foxtrot [Bonus Tracks]
Ano: 2002
Gênero: Alternative Rock, Indie Rock, Alternative Country Rock
Faixas:
1. I Am Trying To Break Your Heart (Jeff Tweedy) 6:57
2. Kamera (Jeff Tweedy, Jay Bennett) 3:30
3. Radio Cure (Jeff Tweedy, Jay Bennett) 5:11
4. War On War (Jeff Tweedy, Jay Bennett) 3:49
5. Jesus, Etc. (Jeff Tweedy, Jay Bennett) 3:51
6. Ashes Of American Flags (Jeff Tweedy, Jay Bennett) 4:44
7. Heavy Metal Drummer (Jeff Tweedy) 3:08
8. I'm The Man Who Loves You (Jeff Tweedy, Jay Bennett) 3:56
9. Pot Kettle Black (Jeff Tweedy, Jay Bennett) 4:13
10. Poor Places (Jeff Tweedy, Jay Bennett) 5:32
11. Reservations (Jeff Tweedy) 7:10
12. Camera [From EP "More Like The Moon", 2003] [Bonus Track] (Jeff Tweedy, Jay Bennett) 3:43
13. Handshake Drugs [From EP "More Like The Moon", 2003] [Bonus Track] (Wilco) 5:09
14. Woodgrain [From EP "More Like The Moon", 2003] [Bonus Track] (Wilco) 1:43
15. A Magazine Called Sunset [From EP "More Like The Moon", 2003] [Bonus Track] (Jeff Tweedy) 2:37
16. Bob Dylan's 49th Beard [From EP "More Like The Moon", 2003] [Bonus Track] (Wilco) 2:21
17. More Like The Moon [From EP "More Like The Moon", 2003] [Bonus Track] (Wilco) 6:05
Créditos:
Jeff Tweedy: Vocals, Guitar, Harmonica
John Stirratt: Bass, Vocals
Leroy Bach: Piano, Guitar, Organ, Glockenspiel, Vibraphone, Bass, Percussion, Horns
Glenn Kotche: Drums, Percussion, Hammered Dulcimer, Siren, Chimes
Jay Bennett: Guitar, Piano, Keyboards, Synthesizers, Organ, Bass, Drums, Percussion, Lap Steel, Glockenspiel, Vibraphone, Bells, Vocals
Músicos adicionais:
Craig Christiansen: Keyboards, Synthesizers, Percussion, Autoharp, Harmonium
Ken Coomer: Additional Drums, Percussion
Jessy Greene: Violin, Viola
Fred Lonberg-Holm: Cello
Jim O'Rourke: Acoustic & Electric Guitars, Piano, Keyboards, Toy Piano, Stylophone

Biografia:


A biografia da banda já foi postada aqui, juntamente com o disco "A.M.", de 1995.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Be-Bop Deluxe - Axe Victim [Bonus Tracks]

Banda: Be-Bop Deluxe
Disco: Axe Victim [Bonus Tracks]
Ano: 1990(*)
Gênero: Art Rock, Glam Rock, Progressive Rock
Faixas:
1. Axe Victim (5:15)
2. Love Is Swift Arrows (4:12)
3. Jet Silver And The Dolls Of Venus (4:10)
4. Third Floor Heaven (2:28)
5. Night Creatures (3:34)
6. Rocket Cathedrals (3:01)
7. Adventures In A Yorkshire Landscape (3:23)
8. Jets At Dawn (7:19)
9. No Trains To Heaven (6:39)
10. Darkness (L'Immortaliste) (3:22)
11. Piece Of Mine [Recorded Live in 1977] [Bonus Track] (5:13)
12. Mill Street Junction [Recorded Live in 1977] [Bonus Track] (4:43)
13. Adventures In A Yorkshire Landscape [Recorded Live in 1977] [Bonus Track] (7:56)
Músicas de autoria de William Nelson, exceto "Rocket Cathedrals", composta por Robert Bryan.
Créditos:
William Nelson: Lead & Acoustic Guitars, Lead Vocals, Grand Piano
Ian Parkin: Rhythm & Acoustic Guitars, Organ ("Rocket Cathedrals")
Robert Bryan: Bass Guitar, Vocals, Lead Vocals ("Rocket Cathedrals")
Nicholas Chatterton-Dew: Drums, Percussion
(*) LP lançado originalmente em 1974.

Biografia:
A biografia da banda, que segue, em tradução livre do inglês, foi extraída do site Oldies, que, por sua vez, cita, como fonte primária do texto, a Encyclopedia Of Popular Music, de Colin Larkin (sob licença da editora Muze).
Durante o período relativamente improdutivo para a música progressiva do começo dos anos 70, o guitarrista Bill Nelson (nome verdadeiro: William Nelson, nascido em 18 de dezembro de 1948, em Wakefield, West Yorkshire, Inglaterra) gravou o disco "Northern Dream", em edição limitada. Fitas desse álbum colecionável foram divulgadas pelo pioneiro disc jockey John Peel, no seu legendário programa Top Gear, da Rádio BBC. Acompanhado pelos músicos Nicholas Chatterton-Dew (bateria), Robert Bryan (baixo e vocais) e Ian Parkin (morto em julho de 1995; guitarra), Nelson gravou "Axe Victim" sob a denominação Be-Bop Deluxe. Mas Nelson logo extinguiu o grupo, e, na sequência de uma turnê tocando com a Cockney Rebel, ele formou uma nova banda, recrutando membros da fragmentada Cockney Rebel. Essa formação, contudo, também durou pouco.
Com a adição do baixista Charles Tumahai (nascido na Nova Zelândia e morto em 21 de dezembro de 1995) e do baterista Simon Fox, Nelson lançou "Futurama" e "Sunburst Finish", este gerando o inesperado sucesso "Ships In The Night". O inegável talento de Nelson como guitarrista começou a predominar na banda, e como seu virtuosismo técnico progrediu, isso se refletiu nas composições, que enfraqueceram. Nelson abandonou a Be-Bop Deluxe em 1978 e, mantendo apenas o tecladista Andrew Clark, criou a radical Red Noise, mas acrescentando seu nome à denominação da banda. Durante seu auge, a Be-Bop Deluxe foi uma banda arrebatadora e instigante, mas incapaz de encontrar um nicho musical adequado aos seus vários estilos.

domingo, 14 de maio de 2017

Allah-Las - Discografia básica

Banda: Allah-Las
Gênero: Garage Rock Revival, Alternative Rock, Indie Rock, Neo-Psychedelia


Disco: Allah-Las
Ano: 2012
Faixas:
1. Catamaran (3:33)
2. Don't You Forget It (3:04)
3. Busman's Holiday (3:28)
4. Sacred Sands (3:31)
5. No Voodoo (3:01)
6. Sandy (2:44)
7. Ela Navega (3:54)
8. Tell Me (What's On Your Mind) (3:32)
9. Catalina (3:43)
10. Vis-A-Vis (3:28)
11. Seven Point Five (2:47)
12. Long Journey (3:12)
Músicas de autoria da banda, exceto "Long Journey", composta pela banda e Rudy Wyatt.
Créditos:
Miles Michaud: Lead Vocal, Rhythm Guitar
Pedrum Siadatian: Lead Guitar, Vocals
Spencer Dunham: Bass, Vocals, Lead Vocal ("Vis-A-Vis")
Matthew Correia: Drums, Percussion, Vocals, Lead Vocal ("Long Journey")
Músico adicional:
Nick Waterhouse: Hammond Organ ("Catamaran")

Disco: Worship The Sun
Ano: 2014
Faixas:
1. De Vida Voz (2:31)
2. Had It All (2:40)
3. Artifact (3:33)
4. Ferus Gallery (3:36)
5. Recurring (2:16)
6. Nothing To Hide (3:41)
7. Buffalo Nickel (2:46)
8. Follow You Down (3:10)
9. 501-415 (1:43)
10. Yemeni Jade (2:38)
11. Worship The Sun (2:49)
12. Better Than Mine (2:49)
13. No Werewolf (2:28)
14. Every Girl (3:25)
Músicas de autoria da banda, exceto "No Werewolf", composta por Wadsworth e Hodge.
Créditos:
Miles Michaud: Guitar, Piano, Vocals
Pedrum Siadatian: Guitar, Vibes, Vocals
Spencer Dunham: Bass, Vocals
Matthew Correia: Drums, Percussion, Vocals
Músico adicional:
Dan Horne: Pedal Steel Guitar

Disco: Calico Review
Ano: 2016
Faixas:
1. Strange Heat (Correia, Michaud) 2:25
2. Satisfied (Michaud) 3:39
3. Could You Be (Michaud) 3:13
4. High & Dry (Siadatian) 2:50
5. Mausoleum (Siadatian) 2:31
6. Roadside Memorial (Siadatian) 2:38
7. Autumn Dawn (Siadatian) 3:35
8. Famous Phone Figure (Dunham) 2:25
9. 200 South La Brea (Dunham) 2:50
10. Warmed Kippers (Siadatian) 2:51
11. Terra Ignota (Michaud) 3:25
12. Place In The Sun (Correia, Siadatian) 3:07
Créditos:
Miles Michaud: Rhythm Guitar, Piano, Vocals
Pedrum Siadatian: Lead Guitar, Organ, Harpsichord, Vocals
Spencer Dunham: Bass, Vocals
Matthew Correia: Drums, Percussion, Vocals
Músicos adicionais:
Tomas Dolas; Celesta, Piano, Organ & Mellotron (faixas 1, 2, 8, 9, 10)
Kyle Mullarky: Organ (faixa 1)
Laena Geronimo: Strings (faixa 8)


Biografia:
O quarteto de rock revivalista Allah-Las, de Los Angeles, Califórnia, EUA, compõe-se dos músicos Miles Michaud, vocalista e  guitarrista, Pedrum Siadatian, guitarrista e vocalista, Spencer Dunham, baixista e vocalista, e Matthew Correia, baterista e vocalista. Três dos quatro membros da banda trabalhavam na legendária loja de discos Amoeba, de Los Angeles, quando o grupo formou-se em 2008, e eles devem ter passado bastante tempo pesquisando os sons garageiros e psicodélicos dos anos 60 enquanto atendiam no balcão. O som da banda combina as harmonias e refrões pop do gênero British Invasion, a atmosfera viajante das bandas psicodélicas da Costa Oeste americana e a insolência rústica dos incontáveis grupos garageiros ianques.
Seu primeiro disco, um single em vinil ("Catamaran"/"Long Journey"), surgiu em 2011, pela gravadora Pres, pertencente a Nick Waterhouse, amigo do grupo e adepto da velha escola revivalista da música soul, e que também produziu o álbum. A aliança com Waterhouse continuou, com o lançamento de dois singles ao longo de 2012, já pela nova gravadora Innovative Leisure: um single dividido com o chefe (nota minha: Nick Waterhouse), com a música dele "(Tell Me) What's on Your Mind" (nota minha: engana-se o biógrafo: a música composta por Waterhouse chama-se "Don't You Forget It" [se bem que, no disco longo, a autoria da música é creditada à banda]; a canção "Tell Me (What's On Your Mind)" foi escrita pela banda e integrou o outro single lançado em 2012), e mais um single com essa canção (nota minha: trata-se, agora sim, de "Tell Me (What's On Your Mind)"), com "Sacred Sands" no lado B.
Ainda em 2012, saiu o disco longo homônimo, também produzido por Waterhouse, contendo todas as músicas lançadas anteriormente e mais nove inéditas (nota minha: pelas minhas contas, são apenas 7; das 12 faixas do disco, 5 foram objeto dos singles antecedentes: "Catamaran", "Long Journey", "Don't You Forget It", "Tell Me (What's On Your Mind)" e "Sacred Sands"). Após um tempo excursionando, a banda retornou ao estúdio, novamente com Waterhouse, para gravar seu segundo disco de extravagante e descontraído rock garagem psicodélico: "Worship The Sun" saiu em setembro de 2014, outra vez pela Innovative Leisure. A banda gravou o álbum seguinte no recentemente reaberto Valentine Recording Studios, um local lendário onde artistas como Beach Boys e Stan Kenton também gravaram. O estúdio fechara no final dos anos 70 e a Allah-Las foi um dos primeiros grupos a utilizar o seu remodelado equipamento. "Calico Review" saiu em setembro de 2016 através da Mexican Summer, a nova gravadora da banda (Tim Sendra, AllMusic; tradução livre do inglês).

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Silverhawk - Hangover Bicycle Ride

Banda: Silverhawk
Disco: Hangover Bicycle Ride
Ano: 2007
Gênero: Alternative Rock, Indie Rock, Country Blues, Alternative Country
Faixas:
1. Golden Screw (2:34)
2. Fireflies (2:52)
3. All The Girls Eat Drugs (3:31)
4. Hell's Kitchen (2:13)
5. Cry, Cry (3:57)
6. Into The Sea (4:51)
7. Down The Drain (1:40)
8. Drinking Makes Me Feel Better (3:41)
9. Buy Yourself A New Blade (2:36)
10. Drive My Ass Around Town (3:47)
11. My, My, Mary (1:57)
12. Frenzied Brigade (2:09)
13. Two Ton Silverhawk (3:02)
14. Die Someday (4:13)
15. Rock N Roll Heart (3:29)
Músicas de autoria de Sam e John Densmore, exceto "My, My, Mary", composta por Sam Densmore e Rob Allison.
Créditos:
Sam Densmore: Lead Vocals, Backing Vocals, Guitar, Bass, Keyboards, Drums Programming, Percussion, Sound FX, Lead Guitar, Rhodes
John Densmore: Lead Vocals, Backing Vocals, Bass, Drums Programming, Keyboards, Percussion, Guitar, Sound FX, Melodica
Laura Densmore: Backing Vocals ("All The Girls Eat Drugs", "Drinking Makes Me Feel Better", "Die Someday"), Lead Vocals ("Drinking Makes Me Feel Better")
Jeremy Wilson: Guitar & Backing Vocals ("Cry, Cry")
Rob Allison: Drums ("Cry, Cry", "Buy Yourself A New Blade", "My, My, Mary")
Paul Wisher: Guitar ("Into The Sea", "Buy Yourself A New Blade")
Marcia Densmore: Backing Vocals ("Die Someday")

Resenha:
Este é o tão aguardado novo CD da banda Silverhawk, de Portland, Oregon, EUA. Demandando vários anos de elaboração, esta coleção, na linha tradicional americana embebida em psicodelia, é sincera, roqueira e interessante a cada audição. As canções dos irmãos Sam e John Densmore são trabalhadas com afinco, mostrando-se inteligentes e verdadeiramente musicais sob qualquer ângulo que se as encare.
Do início ao fim, "Hangover Bicycle Ride" exemplifica toda a satisfação que a música contemporânea é capaz de oferecer. Este disco quebra barreiras e honra a tradição do rock clássico.
"(...) A longeva banda liderada pelos irmãos Densmore, Sam e John, é oregoniana de cabo a rabo, deixando rastros em Coos Bay e na vizinhança antes de mudar-se para Portland há alguns anos. Pode-se dizer que o grupo é especialista em euforia biriteira, interpretando canções com títulos como 'All The Girls Eat Drugs' e 'Drinking Makes Me Feel Better', com um dissimulado sorriso malicioso" (Jeremy Petersen, colaborador do OPB Music Blog e apresentador da In-House Radio).
"Dividido entre o boogie acústico e o rock bodegueiro à Beck, 'Hangover Bicycle Ride' é 100% diversão. Os irmãos Densmore têm um talento especial em adicionar sinos e apitos nos arranjos das suas músicas, que soam naturais, sem forçarem a barra. O resultado, embora burilado e aperfeiçoado no estúdio, ainda prima pela autenticidade" (Barbara Mitchell, Portland Tribune).
"(...) a banda consegue esse magnífico equilíbrio entre seriedade e brincadeira –como no brilhante hino powerpop 'Drinking Makes Me Feel Better' (que conta com o vocal contagiante da mulher de Sam, Laura) e na saborosa "Cry, Cry", sob influência da T. Rex" (Bob Ham, The Oregonian, sexta-feira, 9 de maio de 2008).
"Essas faixas são demais. Eu gosto de todo esse clima analógico e digital. Som pra-frente e sem frescura. Maneiro!" (Jonathan Plum (co-produtor de Pearl Jam e Alice In Chains), London Bridge Studios, Seattle, Washington).
"A Silverhawk vai surpreendê-lo como uma bem-acabada representante do pop moderno (...)" (Peter Orlov, CMJ New Music Report).
"Por que a Silverhawk, uma banda de pop rock que abriu shows de Frank Black e Posies, lançou um disco country que projeta imagens de cowboys e fugitivos pulando de trens de carga? Porque a ideia era misturar Pavement e Johnny Cash, simples assim." (Music Emissions) (CD Universe; tradução livre do inglês).

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Radio Moscow - Brain Cycles

Banda: Radio Moscow
Disco: Brain Cycles
Ano: 2009
Gênero: Blues Rock, Hard Rock, Stoner Rock
Faixas:
1. I Just Dont Know (5:00)
2. Broke Down (4:16)
3. The Escape (4:00)
4. No Good Woman (8:13)
5. Brain Cycles (3:23)
6. 250 Miles (4:52)
7. Hold On Me (3:20)
8. Black Boot (2:04)
9. City Lights (3:58)
10. No Jane (5:20)
Músicas de autoria de Parker Griggs, salvo "No Jane", composta por Zach Anderson e Parker Griggs.
Créditos:
Parker Griggs: Guitar, Drums, Vocals, Percussion
Zach Anderson: Bass
Músico convidado:
Justin "Blind Beard" Apple: Organ ("Broken Down", "Brain Cycles")

Biografia:


A biografia da banda já foi postada aqui, juntamente com o disco "Radio Moscow", de 2007.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...