quinta-feira, 14 de outubro de 2010

FacePlant - FacePlant

Cover
Banda: FacePlant
Disco: FacePlant
Ano: 2003
Gênero: Blues Rock, Hard Rock
Faixas:
1. Burn Down (4:20)
2. Strung Out (2:52)
3. Break Down (2:48)
4. Hide (2:26)
5. Love Shines (2:22)
6. Surreal (3:09)
7. Time (4:03)
8. Believe (3:58)
9. The Beginning Of The End (3:01)
10. Too Many Times (3:16)
11. Anything From Everything (2:58)
Músicas de autoria da banda.
Créditos:
D. Scott: Guitar, Vocals
Terry MacLean: Vocals
Patrick Bolahood: Bass Guitar
Al Armstrong: Drums


Biografia:
A biografia da banda, que agora se chama Falling Manic, foi extraída (um trecho apenas, na parte que interessa) do seu site (que já não existe mais), traduzida livremente do inglês e reproduzida abaixo.
Formada em março de 1999, a FacePlant foi a banda original que gravou "FacePlant", seu primeiro álbum. Devido a questões comerciais com a marca FacePlant, mudou-se o nome do grupo para Falling Manic. Ao longo da sua trajetória, a banda passou por muitas alterações na sua formação, alternando vários bateristas e vocalistas.

2
Decidiu-se então construir um estúdio de gravação profissional dentro do local de ensaio da banda. Concluída a obra, o grupo produziu o seu primeiro disco. Na sequência, foi gravado um vídeo do seu sucesso "Pain". Agora com química e respeito excepcionais, os atuais membros Dwayne, Pat, Darryl e Kevin almejam deixar uma impressão musical sólida, firme e inesquecível para aqueles que tomam o seu tempo para ouvir a banda. Com um número de admiradores continuamente em crescimento, Fallin Manic está definitivamente caminhando para um enorme sucesso.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Tenente Cascavel - O que eu preciso [Vídeo]


Tenente Cascavel: uma mistura da TNT e dos Cascavelletes... Será que fica a dever para os gringos?

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

EZT - Goodbye Little Doll

Cover
Banda: EZT
Disco: Goodbye Little Doll
Ano: 2003
Gênero: Alternative Rock, Country Rock
Faixas:
1. The Bay Shallows (2:37)
2. Downs-Pain (5:05)
3. New River (3:13)
4. Goodbye Little Doll (2:51)
5. Central Control (3:31)
6. Fingerless Children (4:49)
7. Cruxes, Cruxes (3:23)
8. Margaret-99 Mother of 64th Street (5:12)
9. I Fell Down (3:35)
Músicas de autoria de Michael Gagon.
Créditos:
Colin Michael Gagon: Synthesizer, Guitar, Accordion, Hammond Organ, Vocals, Vox Organ
Genevieve Gagon: Violin
Jeremy Jonathan Gagon: Drums
Paul Oldham: Bass
Richard Schuler: Drums, Percussion
Aram Stith: Guitar
Sarabeth Tucek: Background Vocals


Resenha/Biografia:
O antigo parceiro de Will Oldham, Colin Michael Gagon, deixou sua marca no country rock com a banda EZT, com a qual lançou o disco "Goodbye Little Doll", produzido por Bill Callahan. O compositor Gagon tem um estilo gótico semelhante às divagações de Oldham, mas seus arranjos são menos econômicos. Em músicas como a corajosa e divertida "The Bay Shallows", ou a faixa-título de trabalho, o som da EZT se aproxima do estilo da banda Magnolia Electric Company, de Jason Molina.

1

Mas Gagon também trabalha com o humor autodepreciativo – pegue a otimista e absurda faixa "Central Control", "com o seu brinde para as meninas de cabelos vermelhos". "Goodbye Little Doll" é devaneio de motorista de caminhão, poesia de parede de banheiro, realismo de beco sem saída, uma tragicomédia do Centro-Oeste (Charles Spano, AllMusic; tradução livre do inglês).

domingo, 29 de agosto de 2010

The Golden Gods - The Thorny Crown Of Rock And Roll

Cover
Banda: The Golden Gods
Disco: The Thorny Crown Of Rock And Roll
Ano: 2006
Gênero: Hard Rock
Faixas:
1. Even I Don't Know (3:02)
2. Dynamite Lady (3:40)
3. Funny Lookin' Man (3:04)
4. Rock And Roll Salvation Pt. 2 (4:23)
5. Midas Touch (6:44)
6. Un-Ltd. Baby (2:44)
7. Stone Fox (4:14)
8. Trouble & Bad Women (4:21)
9. Liver's On Fire (5:26)
10. Test The Fire (2:49)
11. I Feel The Heart Move (3:45)
Músicas de autoria da banda.
Créditos:
Simon Scott: Vocals, Guitar
"Dynamite" Dan Trilk: Vocals, Electric Bass
Richard Shelton Davis: Vocals, Drums


Biografia:
Esses caras são provavelmente a maior porra-louquice que o rock and roll recebeu na última década. Simplificando, sua música é feroz. Simon Scott é um frontman maravilhoso, com sua bela voz e sua guitarra gemendo. Um dos melhores vocalistas que eu ouvi, eu diria. Eu penso que ele tem toneladas de potencial. E o resto da banda é, tecnicamente, da mesma maneira habilidoso. O gigante Dan Trilik agita o seu baixo num casaco de peles e mais nada por baixo.

1

Atrás, Richard Shelton Davis cadencia o ritmo funk. Juntos, o trio produz um som que lembra a Humble Pie com a energia da Hellacopters. Tenho a impressão de que esses caras sentiram que tinham algo a provar. Muitas pessoas julgam o revival dos anos 70 como nada mais do que um monte de bandas covers e bandas de bar pretendendo entreter um bando de bêbedos fora de si. A Golden Gods simplesmente mandou esse clichê para o espaço. A música do passado pode ser reverenciada e continuar a ser relevante para o presente.

5

O seu disco foi lançado em 2006, a banda se separou em 2007, e ainda estou chateado. Honestamente, o que há de errado com a gente? Deixamos esses caras escapulirem pelas frestas. Se vocês amam os grandiosos trabalhos de guitarra dos anos 70, o ritmo da Grand Funk e um hard rock fodão, então vocês precisam ter esse disco. Comprá-lo. Agora. Eu garanto que vocês vão ter um belo chute nos dentes e amaldiçoarão os deuses que vocês veneram por terem permitido que a Golden Gods fechasse o seu templo para adoração. Preparem-se para balançar, pagãos (MySpace; tradução livre do inglês).

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Eve's Plum - Discografia básica

Banda: Eve's Plum
Gênero: Alternative Rock


Disco: Envy [Bonus Track]
Ano: 1993
Faixas:
1. Blue (Eve's Plum) 4:03
2. I Want It All (Eve's Plum) 4:16
3. Once, Twice (Eve's Plum) 4:01
4. Venus Meets Pluto (Eve's Plum) 5:14
5. Lovely You (Eve's Plum) 5:15
6. On The Outside (Eve's Plum) 5:26
7. Die Like Someone (Eve's Plum, Greenawalt) 5:43
8. Believable (Eve's Plum, Greenawalt) 3:53
9. I Might Die (Eve's Plum) 3:43
10. Kiss Your Feet (Eve's Plum) 5:25
11. Envy [Bonus Track] (Eve's Plum) 1:14
Créditos:
Colleen Fitzpatrick: Vocals
Michael Kotch: Guitar
Benjamin Kotch: Drums
Chris Giammalvo: Bass
Don Fleming: Electric Guitar, Acoustic Guitar
Roger Greenawalt: Acoustic Guitar, Tambourine


Disco: Cherry Alive
Ano: 1995
Faixas:
1. Jesus Loves You (Not As Much As I Do) (2:27)
2. Wishing The Day Away (3:36)
3. Want You Bad (2:41)
4. Loved By You (3:50)
5. Fairy Princess (3:50)
6. Cherry Alive (3:31)
7. Lipstuck (2:49)
8. Sticky And Greasy (3:37)
9. Beautiful (4:34)
10. Serious Stuff (3:12)
11. Dog In My Heart (3:55)
12. Only Anger (4:31)
Músicas de autoria da banda.
Créditos:
Colleen Fitzpatrick: Vocals
Michael Kotch: Guitar
Benjamin Kotch: Drums
Theo Mack: Bass
Victoria Clamp: Background Vocals



Biografia:
A Eve's Plum foi formada em 1991 quando a vocalista Colleen Fitzpatrick e o guitarrista Michael Kotch se conheceram enquanto estudavam na Universidade de Nova Iorque, NY, EUA. O irmão gêmeo de Kotch, Ben, assumiu as baquetas, e depois de um entra-e-sai de baixistas, Theo Mack juntou-se à banda. A Sony contratou a Eve's Plum após a banda ter tocado na Costa Leste durante um ano apenas, e lançou o disco de estreia do grupo, "Envy", em 1993.


Nos anos de 1993 e 1994, a Eve's Plum exibiu seu poderoso punk pop em apresentações ao vivo durante turnês com a Dig e a Tripping Daisy; um novo single, "Eye", foi gravado para a trilha sonora do filme Higher Learning. O segundo álbum do grupo, "Cherry Alive", apareceu em setembro de 1995 (John Bush, AllMusic; tradução livre do inglês).

sábado, 31 de julho de 2010

Video Hits - vo(C) [Vídeo]


Será que é
Pedir demais
Pra mim
Um garota assim?
Eu acho que não...
Foi feitinha pra mim
Uma garota assim


domingo, 30 de maio de 2010

We Are Balboa - Space Between Bodies

Banda: We Are Balboa
Disco: Space Between Bodies
Ano: 2007
Gênero: Alternative Rock
Faixas:
1. Space Between Bodies (2:34)
2. Wink (2:46)
3. It’s All Been Done (3:02)
4. Some Places (4:29)
5. Don’t Make Me Waste My Time (2:03)
6. Say You Love Me (2:55)
7. Same Rates (2:36)
8. Flavour (3:46)
9. Down (2:31)
10. Lady (2:29)
11. Give Me Some (3:12)
12. Saturday Night (2:16)
Músicas de autoria de Lua Ríos e Carlos Del Amo.
Créditos:
Lua Ríos: Vocals, Guitar
Carlos Del Amo: Guitars
José Mora: Bass
David Leandro: Drums
http://tinyurl.com/o5u5who

Biografia:
A banda, natural da Espanha, começou em 2003, sob outro nome, Balboa. Em maio de 2003 foi lançado o seu primeiro disco, e o grupo abriu para Mudhoney e Maná.
Em 2005, a banda decidiu mudar de nome e, desde então, ficou conhecida como We Are Balboa. Ela venceu a final da edição espanhola do Global Battle Of The Bands, em dezembro, chegando na frente de 40 bandas.


Foi na sua atuação no London Astoria que o grupo conheceu Jon Gray (produtor de discos das bandas Coral, Zutons, Kooks, Editors, Radio 4, Subways), que passou a produzir o mais recente álbum da banda, "Space Between Bodies", masterizado por Kevin Metcalf (famoso por discos do Oasis, Supergrass, Kinks e Rufus Wainwright) no Soundmasters Studios, em Londres.
Antes do disco ser lançado na Espanha, a sua primeira faixa foi escolhida como o tema de encerramento de um show da ITV Granada.
A banda excursionou pela Inglaterra durante o outono de 2007 (Wikipedia; tradução livre do inglês).

quinta-feira, 20 de maio de 2010

yeP! - Discografia básica

Banda: yeP!
Gênero: Jam Bands



Disco: yeP!onymous
Ano: 1995
Faixas:
1. Mutha Funk In Soul (Gundersen, yeP!) 4:50
2. Clean Sweep (Laurence, yeP!) 4:25
3. Losing Count (Laurence, yeP!) 4:09
4. Peppy The Piston (Lavine, Greene, yeP!) 0:46
5. W.B. Swampinhabitant (Carson) 1:39
6. Boogie Woogie Gator (Laurence, yeP!) 6:00
7. Saruya (Hazelton) 0:15
8. Mama Don't (Gundersen, yeP!) 2:47
9. Michel (Greene) 1:02
10. Mistress (Greene, yeP!) 7:00
11. Principles And Practice (yeP!, Carson) 2:59
12. Seems To Me (Gundersen, Greene, yeP!) 4:34
13. Stealth (Laurence, yeP!) 6:39
14. Willow (Gundersen, yeP!) 16:11
Créditos:
John Greene: Keyboards, Vocals
Fred Hazelton: Drums, Cymbals
Shawn Gundersen: Vocals, Guitar
Matt Laurence: Bass, Vocals
Jackson Carson: Saxophone, Guitar, Keyboards, Vocals
Joe "Big Joe" Moore: Saxophones (faixas 1, 6, 12)
Gordon Stone: Pedal Steel Guitar (faixas 6, 11), Banjo (faixas 6, 11)
Shane "The Coverdale Sisters" Coverdade: Backing Vocals (faixas 2, 6)
Leandra "Flute Peppy" Lepska: Flute (faixa 10)
Brian "Basin Street" Bender: Trombone (faixas 1, 3, 6, 11)
Basil "Baz" Istwany: Tuba (faixas 6, 11)
Chad "Long Haired Boy" Holister: Percussion (faixas 1, 3, 11, 12)
Rani "$2000" Arbo: Fiddle (faixas 1, 6, 11)
Ana "Tonya" Guigui: Backing Vocals (faixas 1, 8)
Martin "Goonygoogoo" Guigui: Swamp Piano (faixa 6)
http://www.filesbomb.in/zbpm8tusku4q


Disco: Live - Bosco’s Magic Shop
Ano: 1998
Faixas:
Disc Soundman:
1. Son Rise (Unknown) 10:28
2. GalleryWHN (yeP!, Gundersen, Greene) 12:36
3. Seems To Me (yeP!, Gundersen) 11:20
4. World Of Spies (Unknown) 5:46
5. Bosco (yeP, Greene, Carson) 21:37
6. T.R.I.H. (Unknown) 3:04
7. Alabama Song (Weill & Brecht Eugen) 4:18
Disc Dog:
1. Hat Chatter (0:22)
2. Lisa Needs A Dog (Unknown) 9:40
3. Audience Soundcheck (0:34)
4. Haunted House part 1 (Unknown) 7:47
5. Northbound Girl (Unknown) 9:41
6. Haunted House part 2 (Unknown) 1:58
7. Shot At The Charts (yeP!, Laurence)/Saturn (Unknown)/Shot (yeP!, Laurence) (6:36)
8. Saruya II (Hazelton) 0:55
9. Chaos (yeP!, Greene, Jokelson) 17:30
10. Funky Uncle (yeP!, Carson, Jokelson) 7:32
11. Libido (Unknown) 8:50
Créditos (*):
Shawn "Billy Bitz" Gundersen: String box, vocalizing, storytelling, bug eyes
"Nasty" Freddy Hazelton: Drums, cymbals, percussion, moral support
Jacson "Jaxxon" Carson: Big xas, little sax, electric axe, percussion, mouth noises
John "jg" Greene: 88 keys, yelling, insults, Germans, hockey evangelism
Matty "Nabib" Laurence: Gatorbass, Yowling, hissing, bottles, videogame sounds
(*) Para não descaracterizar o jocoso objetivo da banda, optou-se por transcrever os créditos tais como foram escritos no encarte do CD.
http://www.filesbomb.in/djvhcm1aopex


Biografia:
A banda, embora já extinta, mantém um site. Mas ali não se encontra a sua história e sim dos seus integrantes, que segue, individualmente, em texto traduzido livremente do inglês.
John Greene (keyboards/vocals):


Quando tinha sete anos, John teve sua primeira lição de piano. Apesar de abandonar as aulas em menos de um ano mais tarde, ele manteve uma paixão pelo instrumento. Por anos, seu pai o inundou com maratonas de Mozart, Beethoven e Debussy, enquanto John começou se interessar pelo som de bandas como Genesis, Pink Floyd e Led Zeppelin. Foram diversas influências como essas que mais tarde lhes forneceu o embasamento para a complexa, às vezes clássica, sonoridade para compor o fraseado de um rock cativante. Na faculdade, um forte interesse em Tangerine Dream levou-o a redescobrir o teclado, e ele rapidamente descobriu que a música eletrônica estava estreitamente relacionada com seu campo de estudo (computadores). Sempre um motivado perfeccionista, John aprendeu teoria musical e ganhou notável terreno em pouco tempo. Ainda que Brent Mydland, da Grateful Dead, seja sua principal influência, Bruce Hornsby e Page McConnel, da Phish, também tiveram um efeito significativo sobre o seu estilo. Assim como Jack e Shawn, John foi um integrante da yeP! desde o início.
Fred Hazelton (drums/cymbals):


Com o equilibrado e escrupuloso baterista Fred Hazelton, a história é outra. Tocando bateria desde o colegial, ele tem uma trajetória musical ampla e tem sido o ímpeto rítmico por trás de muitas bandas. A meteórica ascensão de Fred a um relativo estrelato começou quando ele foi nomeado capitão da banda de tambores da sua escola, enquanto simultaneamente tocava numa premiada banda de jazz do colégio. Ele se tornou o principal percussionista da orquestra do High Field Theater, atuando em uma infinidade de espetáculos, incluindo Sugar Babies, The King And I e Jesus Christ Superstar. Suas influências incluem o seu pai e todos os bateristas que ele escutou, bem como um anônimo Muppet (comentário meu: trata-se de uma brincadeira com o boneco que toca bateria na famosa animação Muppets). Fred se juntou à yeP! em setembro de 1992.
Shawn Gundersen (vocals/guitar):


A afinidade de Shawn com a música começou cedo; ele recorda que ficava em volta da sua tia hippie, que o fazia escutar músicas de Crosby, Stills & Nash e Joan Baez em vez de versos infantis ou canções de ninar. Esse início, aparentemente incongruente, colocou-o no rumo de uma carreira de músico profissional. Seus avós ajudaram a pavimentar a trilha, dando-lhe a sua primeira guitarra aos 14 anos, e ele mesmo pintou a colorida linha amarela no meio, começando a árdua tarefa de aprender, sozinho, a tocar e cantar. As maiores influências de Shawn incluem a música de Frank Zappa, David Gilmour, da Pink Floyd, e os artistas de blues Howlin' Wolf e Leapin' Dog Sly. Shawn vem arranhando e fazendo gemer sua guitarra na yeP! desde o seu início, em fevereiro de 1992.
Matt Laurence (bass/vocals):


A.K.A. Matty Nabib, Matty Dread e “The New Kid”, Matt começou como pianista, ainda com 9 anos, quando seus pais sugeriram aulas freqüentes de piano. Isso durou mais ou menos seis meses antes que ele jurasse que jamais iria tocar um instrumento novamente. Mas bastou a magia do brilho high-tech de um Casio VL-Tone para atraí-lo de volta à música, e, como um viciado em tecnologia, ele rapidamente se voltou para sintetizadores altamente desenvolvidos. Depois de tocar em duas bandas horrorosas e noutra medíocre, ele topou com um contrabaixo de baixa qualidade, descartado por um cara que só conseguia tocar “Down On The Corner”, da Credence Clearwater Revival. Ele se deparou com o mundo bidimensional dos instrumentos com trastes, mais ao seu gosto, e tocou baixo e teclados em três bandas sem nada de horroroso desde então. Após um ano tumultuado, a yeP! convidou-o para ser o seu baixista em setembro de 1993. Ele tem dívidas de gratidão com bandas que o influenciaram, como Genesis, Phish, Weather Report, Defunkt, Ray Brown, The Dead e The Flecktones.
Jackson Carson (sax/guitar/etc./vocals):


Na sétima série do colegial, Jack começou a tocar saxofone, soprando num barítono na banda marcial da sua escola. Após quatro anos de aulas, ele trocou o sax por um teclado. Ouvindo new age e música eletrônica, ele encontrou inspiração para criar composições ao estilo da Tangerine Dream até a sua graduação na Universidade de Massachusetts. Enquanto estava na faculdade, ele pegou um outro sax e começou a tocar blues, quando, sem aviso, a sua vocação musical sofreu outra reviravolta. De repente, ele focou-se loucamente na guitarra, tocando umas vinte horas por semana. "Bob", sua guitarra, tornou-se o seu principal instrumento. Jack foi um funqueiro da yeP! desde o início cacofônico da banda no começo de 92. Ele cita Jr. Walker, Phish, Grateful Dead e Ed McMahon como alguns de seus guias musicais.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Mutuca E Os Animais - Hot Club

Banda: Mutuca E Os Animais
Disco: Hot Club
Ano: 1999
Gênero: Rock Brasileiro
Faixas:
1. Blues da Casa Torta (Mutuca, Duclós) 3:33
2. Entrei numa fria (Mutuca) 2:25
3. Faxineira (Nei Lisboa) 2:39
4. Heartbreak Hotel (Axton, Durden, Presley; versão: Paulo C. Coutinho) 2:58
5. Prisioneiro do Rock [Jailhouse Rock] (Leiber, Stoller; versão: Mongol) 3:42
6. Good Rockin' Tonight (Brown) 2:53
7. The Millionaire [Instrumental] (Maxfield) 3:36
8. Declaração (Mutuca, Duclós) 2:43
9. Viagem a Saturno (Mutuca, Duclós) 2:32
10. Prá Viajar no Cosmos Não Precisa Gasolina (Lisboa, Licks) 2:58
11. Crooked House Blues (Mutuca, Duclós) 4:30
12. Hot Club (Ambientes editados das noites do Vermelho 23 Pub) 1:42
Créditos:
Mutuca: vocal principal, violão 12 cordas, violão folk, guitarra ritmo e harmônica
Paulo Supekovia: guitarras e vocal de apoio
Sérgio Stosch: teclados e vocal de apoio
Lúcio Vargas Bolita: baixos e vocal de apoio
Duda Guedes: bateria, percussões e vocal de apoio

Biografia:


A história do músico gaúcho Mutuca (Carlos Eduardo Weyrauch)  pode ser encontrada no site last.fm.

terça-feira, 23 de março de 2010

The Soul Movers - On The In Side


Banda: The Soul Movers
Disco: On The In Side
Ano: 2009
Gênero: Soul, Blues Rock
Faixas:
1. Stickin’ Around (McKenzie, Tek) 2:54
2. Baby I Love You (Shannon) 2:41
3. Slip In Mules (Davis, Higgenbotham) 2:37
4. Not With Her (McKenzie, Tek) 3:20
5. Dead (Dillard, Huffman) 2:58
6. Gotta Run (McKenzie, Tek) 3:57
7. Hold Me (McKenzie, Tek) 3:27
8. Few Good Reasons (McKenzie, Tek) 2:48
9. Low And Slow (McKenzie, Tek) 3:04
10. Change (McKenzie, Tek) 2:48
11. Piece O’ Me (McKenzie, Tek) 3:26
12. Krazy Kats (McKenzie, Tek) 3:12
Créditos:
Lizzie Mack: Vocals
Deniz Tek: Guitar, Percussion
Craig Harnath: Bass, Percussion, Backing Vocals
Brett Wolfendon: Drums
Philip Hoyle: Piano, Organ
Frank Bennett: Tenor Saxophone
Mark Sisto: Vocals on “Gotta Run”
Elyce Peters, Ron Peno, Nicole Sabjak: Backing Vocals on “Baby I Love You”


Biografia:
A biografia da Soul Movers, que segue, em tradução livre do inglês, foi retirada da página do grupo no MySpace.
!! EMOCIONAL **** RÚSTICO **** PODEROSO !!!!! Movers Soul: “A velha escola soul com uma pegada moderna”. Inspirado por artistas como Etta James e Julie London, Lizzie cantou um jazz abafado pela percussão em Sydney, escravizando os fãs com sua cativante presença de palco e sua voz sedutora. Em 2007 ela se uniu a Deniz Tek para prosseguir uma vida de amor à soul music. Juntos, eles formaram a Movers Soul ... tocando uma música única, que mistura o R&B original de Memphis da década de 60 com o beat rock. A formação hard rock de Deniz com a Radio Birdman é bem conhecida. Sua longa carreira solo paralela compreende dezenas de álbuns e turnês de hard rock (Deniz Tek Group), punk da velha escola (Last Of the Bad Men) e som experimental (Glass Insects). Ele fez uma turnê com o MC5 e tem trabalhado extensamente com os irmãos Asheton, da Stooges. Nos últimos anos, ele também dividiu o palco com Scott Morgan, frontman da banda Rationals, de Detroit. Juntos, eles realizaram números como “Respect”, de Otis Redding, e Hijackin’ Love, de Johnnie Taylor, para audiências enlouquecidas dos Estados Unidos e da Europa, com a Three Assassins.


O primeiros singles da Soul Movers, surgidos num vinil de 7 polegadas (Munster Records), apresentaram um respeitoso porém lúdico cover de Aretha Franklin, “Baby I Love You”, e uma original balada soul, “Piece O’ Me”. Sessões de gravações adicionais balançaram as paredes da Hothouse Studios, em Melbourne, em 09 de fevereiro, e resultaram no álbum “On The In Side”, aguardando liberação desde 1/9/09 (Cool Time Records). A seção rítmica, ao estilo de Memphis, contou com o veterano produtor e baixista Craig Harnath e o baterista Brett Wolfenden, cujo jogo de força e atitude mais do que fez justiça ao som do seu kit Ludwig dos anos 60. Os últimos retoques ficaram a cargo do veterano da Radio Birdman, Pip Hoyle, nos teclados, e o veterano da cena jazzística de Sydney, Frank Bennett, no saxofone tenor. Veja imagens do show ao vivo da Soul Movers e ouça a biografia da banda pela voz de Deniz Tek no YouTube.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...