sábado, 1 de setembro de 2018

Golden Smog - Down By The Old Mainstream

Banda: Golden Smog
Disco: Down By The Old Mainstream
Ano: 1995
Gênero: Alternative Country, Americana
Faixas:
1. V (Louris, Johnson) 3:12
2. Ill Fated (Murphy) 3:42
3. Pecan Pie (Tweedy) 2:54
4. Yesterday Cried (Johnson) 3:57
5. Glad & Sorry (Lane) 3:33
6. Won't Be Coming Home (Louris, Olson) 3:36
7. He's A Dick (Johnson) 2:48
8. Walk Where He Walked (Tweedy) 2:49
9. Nowhere Bound (Murphy, Johnson, Perlman) 3:48
10. Friend (Johnson) 5:42
11. She Don't Have To See You (Patterson, Strickland) 4:01
12. Red Headed Stepchild (Murphy, Perlman) 3:08
13. Williamton Angel (Johnson) 3:25
14. Radio King (Louris, Tweedy) 3:10
Créditos:
Leonardson Saratoga: Drums, Vocals, Guitar, Tambourine
David Spear: Acoustic, Slide & Electric Guitar, Vocals, Backing Vocals
Raymond Virginia: Mandolin, Bass, Acoustic Guitar, Fuzz Bass, Backing Vocals, E-Bow Bass
Michael Macklyn: Vocals, Lead, Acoustic, Slide & Electric Guitar, Acoustic Slide Guitar, Piano, Backing Vocals, Harmony Vocals
Jarret Decatur: Vocals, Harp, Tambourine, Mandolin, Backing Vocals, Acoustic Guitar, Chamberlin, Bass, Electric Slide Guitar, Piano, Drums
Scot Summit: Acoustic Guitar, Guitar, Vocals, Backing Vocals, Bass
Andrew Conlee: Backing Vocals (faixa 9)
Anthony James: Lead Vocals (faixa 9)
Rodney Amber: Piano & Hammond Organ (faixa 9)

Biografia:
A biografia da banda, que segue, em tradução livre do inglês, foi extraída do site Oldies, que, por sua vez, cita, como fonte primária do texto, a Encyclopedia Of Popular Music, de Colin Larkin (sob licença da editora Muze).
Um trabalho paralelo de membros das bandas Soul Asylum, Jayhawks, Run Westy Run, Wilco e Honeydogs, os nomes reais dos envolvidos no "supergrupo de country alternativo" Golden Smog foram mantidos em segredo no lançamento do seu primeiro disco longo, em 1996. No entanto, os pseudônimos David Spear, Michael Macklyn, Raymond Virginia, Scott Summitt, Jarret Decatur-Lane e Leonardson Saratoga forneciam pistas deliberadas capazes de identificá-los – cada um incluiu o seu verdadeiro nome do meio e parte do seu domicílio. Além disso, os créditos dos compositores traíram pelo menos alguns dos "acobertados" – Kraig Johnson (Run Westy Run), Gary Louris e Marc Perlman (Jayhawks), Jeff Tweedy (Wilco) e Dan Murphy (Soul Asylum) (nota minha: como se não bastasse, havia fotos dos integrantes da banda no encarte do CD, através das quais seria possível reconhecê-los com certa facilidade).
A banda estreou no mercado fonográfico com o EP "On Golden Smog", lançado em 1992 e que tinha Chris Mars, da Replacements, na bateria (posteriormente substituído por Noah Levy, da Honeydogs). A gravação do álbum "Down By The Old Mainstream" ocorreu no outono de 1994, numa brecha das várias outras atividades dos membros da banda. Registrado em apenas cinco dias, o disco captou a filosofia da banda: "Uma vez a cada seis meses nós teríamos que aprender um monte de covers e tocar. Seria relaxante e divertido. Então, um dia, nos olhamos e concluímos: essa é realmente uma banda muito boa... Vamos continuar fazendo isso". Determinada a descartar as acusações de que a Golden Smog era uma "banda de brincadeira", a Rykodisc Records lançou um single preventivo, "Red Headed Stepchild", antes do lançamento do álbum, em janeiro de 1996. Seguiu-se uma turnê em fevereiro e março.
Jody Stephens, ex-baterista da Big Star, participou do disco posterior, "Weird Tales", que sedimentou o conceito Golden Smog. Uma rebuscada coleção de canções, compostas, na sua maioria, por cada um dos integrantes da banda (à exceção de Stephens, co-autor de apenas uma música), o disco funcionou como uma vitrine para os talentosos compositores, distanciando-se, contudo, do trabalho coletivo.
Na época em que a Golden Smog ressurgiu em 2006 com o disco "Another Fine Day", a situação dos seus membros havia mudado. A Jayhawks se dissolvera e a Soul Asylum permanecera quase sempre pausada. A Wilco conseguira um sucesso maior, e por isso as contribuições de Teedy em "Another Fine Day" ficaram limitadas por indisponibilidade de tempo. Surpreendentemente, o álbum mostrou mais espírito de equipe do que seus antecessores. Finamente produzido, também se libertou das amarras do country alternativo e encampou as intrépidas vertentes roqueiras espelhadas nos últimos discos da Wilco e da Jayhawks. Tweedy ausentou-se totalmente do álbum subsequente, "Blood On The Slacks", gravado por Johnson, Louris, Murphy e Perlman.

5 comentários:

Indignaldo Silva disse...

Link

Anônimo disse...

Obrigado pelo seu trabalho! Bom domingo.

Indignaldo Silva disse...

Agradeço o comentário.

Jaimemellorock Mello disse...

A Banda é boa, lembrou à década setentista! É um tipo de som bem peculiar e bastante relaxante! Obrigado, Indignaldo. Nada se perde, como já disse uma vez, em suas postagens. Realmente o anônimo falou a verdade, seu trabalho merece agradecimentos.

Indignaldo Silva disse...

O pessoal dessas bandas que compuseram o grupo sempre faz boa música. Abraço, Jaime.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...