sexta-feira, 20 de julho de 2018

Watchers - To The Rooftops

Banda: Watchers
Disco: To The Rooftops
Ano: 2003
Gênero: Alternative Rock, Indie Rock
Faixas:
1. Gold Standard (4:30)
2. Our Exchange (3:22)
3. Two Worlds (2:54)
4. The Dirty Sponsor (4:32)
5. Strays (3:35)
6. My Cube (4:04)
7. Follow Me Follower (3:08)
8. Taxiland (3:54)
9. When The Night Comes (6:52)
Músicas de autoria da banda.
Créditos:
Ted Danyluk: Drums
Ethan d'Ercole: Guitars
Michael Guarrine: Vocals, Keyboards
Chris Kralik: Bass
Jamie Levinson: Percussion
Ty Jiles & Nicole Irby: Additional Vocals
Karl Knapp, Jody Livo, Luke Herman, Jessica Billey, Deanna Herman: Strings
Aram Shelton, Patrick Newbery, Zach Goheen, Deanna Varagona: Horns

Biografia:
A banda avant-funk Watchers foi formada em Chicago, Illinois, EUA, no outono de 2000 pelo cantor e tecladista Michael Guarrine, que fundou sua primeira banda, Assembly Line People Program, em 1994, em resposta à cena "now wave", florescente na cidade (caracterizada por grupos como Trenchmouth, The Scissor Girls e Lake Of Dracula).
Um encontro casual com o guitarrista da Blur, Graham Coxon, em seguida a uma aparição do grupo britpop em Detroit, Michigan, EUA, em 1995, levou a uma correspondência de longa data, e depois que Guarrine enviou a Coxon uma fita da Assembly Line People Program, a desconhecida banda foi convidada a abrir para a Blur numa parte de sua turnê pelos Estados Unidos em 1997. Coxon também produziu o disco de estreia da ALPP, "Subdivision Of Being", por sua gravadora Transcopic, mas quando o álbum não conseguiu se firmar nos Estados Unidos, um Guarrine frustrado anunciou o fim do grupo.
Ele então montou a Hex, que assinou com a Troubleman Unlimited para lançar um solitário EP, "No Car", em 2000, antes da banda se separar logo depois. Procurando combinar a abrasiva dissonância da ALPP com uma abordagem mais funkeira, Guarrine juntou o baixista da Hex, Chris Kralik, e o baterista da ALPP, Ted Danyluk, para formar a Watchers, adicionando ainda o guitarrista Ethan d'Ercole, vindo há pouco de Chapel Hill, Carolina do Norte, EUA, um veterano da cena ska daquela cidade. Depois de fazer sua estreia ao vivo em julho de 2001, a Watchers acrescentou os vocalistas de apoio Ty Jiles e Nicole Irby e começou a trabalhar em sua primeira demo no Clava Studios, de Chicago.
Em meados de 2002, o percussionista Jamie Levinson se juntou ao lineup, e após assinar com a gravadora independente Gern Blandsten, a Watchers lançou o seu primeiro LP, "To The Rooftops", na primavera de 2003. Depois de completar o álbum, Danyluk saiu do grupo; Levinson assumiu a bateria, com o percussionista Damien Thompson completando a nova formação. Seguiram-se shows com artistas como James Chance (tanto abrindo para ele como funcionando como sua banda de apoio), Ted Leo, Airheart Gogogo e Radio 4, e a Watchers lançou o EP "Dunes Phase", em 2005. Dois anos mais tarde, o quinteto (com o baterista Jess Birch a bordo no lugar de Levinson) retornou com um disco longo mais experimental, "Vampire Driver", que tentou captar a energia criativa da banda ao vivo (Jason Ankeny, AllMusic; tradução livre do inglês).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...