domingo, 4 de março de 2018

The Mergers - Discografia básica

Banda: The Mergers
Gênero: Beat, Garage Rock, Powerpop


Disco: Monkey See, Monkey Do!
Ano: 2013
Faixas:
1. All I Can Do (2:49)
2. End Of Season (3:09)
3. Take A Look At Me (3:28)
4. It's Alright (2:16)
5. Loved By You (3:19)
6. Last Call (3:42)
7. Bring Me Down (3:08)
8. Caught Beneath (3:15)
9. This Far And No Further (2:48)
10. Pin On The Chin (3:26)
11. Hard Luck, Got Stuck! (2:51)
12. We'll All Be Stars (3:53)
Músicas de autoria de Jerry Comas.

Disco: With A Carrot And A Stick
Ano: 2016
Faixas:
1. Shop Window Dummy (Jerry Coma) 3:15
2. Little Barney (Jerry Coma) 3:23
3. Pie In The Sky (Jerry Coma) 2:54
4. I'll Be A Better Man (Jerry Coma) 3:41
5. Achilles Heel (Jay Le Saux) 3:14
6. One And Only (Jerry Coma) 3:26
7. I'll Never Give It Up (Jerry Coma) 2:37
8. Please Don't Let Me Know (Jerry Coma) 3:10
9. Hunt The Hamster (The Mergers) 2:13
10. Better Stop Right Here (Jay Le Saux) 2:30
11. Drag My Dream Around (Jerry Coma) 3:07
12. You Set Your Life (Jay Le Saux) 3:21
13. Oh Lord (Jay Le Saux) 3:28


Créditos nos dois discos:
Jerry Coma: Vocals, Guitar
Jay Le Saux: Guitar, Vocals
Winston McCloud: Drums, Vocals
Henry Florence Jr.: Bass, Vocals


Biografia:
Repentinamente, houve essa vaga noção de que todas as melodias importantes já tinham sido compostas. Manchetes previam a morte do rock and roll.
Disseminou-se o sentimento de que a música pop estaria mais preocupada em se reinventar do que conservar seus fundamentos básicos. Passou-se a acreditar que tudo que tinha sido feito antes jamais poderia fazer a cabeça das pessoas outra vez.
E então essa nova banda aparece para mostrar como se faz música, torcendo o nariz para as grandes falácias ditas acima. The Mergers! (nota minha: banda de Nuremberg, Alemanha). A definitiva sensação, inspirada nos anos 60, com seu fabuloso segundo disco, "Whit A Carrot And A Stick".
Ouvindo-o por segundos percebe-se que bastam apenas duas guitarras, um baixo, uma bateria e um corte de cabelo adequado para desfrutar da companhia dos deuses do Olimpo.
Esse quarteto – Jerry Coma é o seu carismático frontman – combina composições elaboradas e vozes harmoniosas com a energia de um avião a jato ensurdecedor. Com equipamento e visual do começo dos anos 60, o grupo está preparando uma seleção sonora bastante autêntica e incendiária para suas próximas realizações. A Mergers executa os engenhosos arranjos de suas incríveis e simples canções com uma potência frenética capaz de deixar todo mundo empolgado (Facebook; tradução livre do inglês).

3 comentários:

Indignaldo Silva disse...

1. Monkey See, Monkey Do!: Link
2. With A Carrot And A Stick: Link

Jaimemellorock Mello disse...

Maravilha, Indignaldo. O Power-Pop é mesmo muito bacana, me acalma bastante, e dentro do assunto sugiro o Grupo Dropkick que conheci a pouco tempo.

Indignaldo Silva disse...

OK, Jaime, vou escutar a Dropkick, que não conheço. Abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...