segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Dinosaur Jr. - Dinosaur [Bonus Track]

Banda: Dinosaur Jr.
Disco: Dinosaur [Bonus Track]
Ano: 2005(*)
Gênero: Alternative Rock, Indie Rock, American Underground
Faixas:
1. Forget The Swan (5:13)
2. Cats In A Bowl (3:39)
3. The Leper (4:07)
4. Does It Float (3:21)
5. Pointless (2:46)
6. Repulsion (3:06)
7. Gargoyle (2:14)
8. Severed Lips (4:05)
9. Mountain Man (3:33)
10. Quest (4:25)
11. Bulbs Of Passion [Bonus Track] (4:13)
Músicas de autoria de J Mascis.
Créditos:
J Mascis: Vocal, Guitars, Tom Tom, Cymbal, Big Muff
Lou Barlow: Vocal, Bass, Casio
Murph: Drums, Vocal, Casio
(*) LP lançado originalmente em 1985, com a banda denominada Dinosaur.

Biografia:
Essa perseverante banda de rock alternativo da cidade-universitária de Amherst, Massachusetts, EUA, era chamada, no começo, de Dinosaur, tão-só. Seu vigor musical acabou por empurrá-la, ao lado da Pixies, em direção ao rock predominante no final dos anos 80.
J. Mascis (nascido em 10 de dezembro de 1965, em Amherst, Massachusetts, EUA; vocais e guitarra) e Lou Barlow (nome verdadeiro: Louis Knox Barlow, nascido em 17 de julho de 1966, em Dayton, Ohio, EUA; baixo) pertenciam à banda de hardcore Deep Wound, na companhia de um cantor chamado Charlie, que chamou seu grande amigo Murph (nome verdadeiro: Emmett Patrick Murphy, ex-White Jury), de Connecticut, para formar o primeiro lineup da Dinosaur. Charlie, porém, terminou dispensado e o grupo virou um trio. Mascis passou então a empunhar a guitarra, deixando a bateria a cargo de Murph. Mascis, aparentemente um grande fã da Sham 69 e do movimento inglês Oi! (nota minha: conforme a Wikipedia, "Oi! é o nome popular do gênero musical streetpunk, uma variação do punk rock que surgiu no final dos anos 70 no Reino Unido com bandas como o Sham 69, Cockney Rejects, Cock Sparrer, The 4-Skins e outras"), conheceu Murph na escola, mas nunca foram amigos. Ele formou a Deep Wound quando tinha 14 anos, acreditando que assim poderia assistir à banda 999 tocando ao vivo.
Durante a carreira da Dinosaur Jr., as rixas internas sempre pareciam prestes a explodir, enquanto as monossilábicas entrevistas do seu líder à imprensa e o desinteresse dele nas maquinações do rock & roll rendiam-lhe o rótulo de "gênio obstruído pela letargia". A SST Records apostou no grupo, que se fixou com credibilidade no cenário underground – seu segundo álbum, "You’re Living All Over Me", de 1987, teve a participação de Lee Ranaldo, da Sonic Youth, nos vocais de apoio. Mas o primeiro disco da banda, homônimo, lançado pela gravadora Homestead, atraiu a atenção da banda Dinosaurs, formada por membros de antigos grupos hippies, que insistiu para que a Dinosaur alterasse seu nome. Mascis então acrescentou-lhe a abreviatura Jr. O reconhecimento verdadeiro veio com o lançamento do grande clássico underground  "Freak Scene", "o perfeito single pop", segundo a opinião de vários jornalistas. A canção assentava-se em bases de guitarra e vocais lacônicos de Mascis, lembrando Neil Young.
Entretanto, após o contemporâneo álbum "Bug" e uma turnê, Barlow deixou o grupo (para integrar a Sebadoh) e Donna Dresch substituiu-o temporariamente. Assim formada, a banda gravou uma versão de "Just Like Heaven", música da Cures, acarretando excursões conjuntas dos dois grupos, tamanha a impressão que o cover causou em Robert Smith, frontman da Cures. Logo depois, a Dinosaur Jr. assinou com a Blanco y Negro, subsidiária da Warner Brother Records, remixando a música "The Wagon" (gravada no single homônimo, do tempo da Sub Pop Records) no seu disco de estreia pela nova gravadora. A seguir, passaram pela banda Don Fleming (Gumball, etc.), Jay Spiegel e Van Conner (Screaming Trees), enquanto o próprio Mascis flertou com outros grupos: Gobblehoof, Velvet Monkeys e a banda metaleira Upside Down Cross, atuando principalmente como baterista. Por ocasião do lançamento de "Green Mind", em 1991, a Dinosaur Jr. transformou-se na banda de um homem só, o alter ego de J. Mascis, que tocou quase todos os instrumentos no disco. Embora saudado pela crítica, o álbum subsequente, "Where You Been", de 1993, não alcançou o mesmo sucesso comercial do seu antecessor.
"Without A Sound", já com o baixista Mike Johnson (nascido em 27 de agosto de 1965, em Grant's Pass, Oregon, EUA), incluiu diversas canções marcantes, como "Feel The Pain" e "On The Brink". Mascis também produziu outros artistas, entre eles Breeders e Buffalo Tom, e escreveu a trilha sonora do filme "Gas Food Lodging", de 1992 (nota minha: no Brasil, "Sonhos Femininos"), dirigido por Allison Anders, tendo feito também uma pequena ponta na fita. Um novo disco, "Hand It Over", saiu em março de 1997, e comprovou que uma gravação completa da Dinosaur Jr. ainda estava muito comprometida com a personalidade musical de Mascis. Enquanto as letras se mostravam frequentemente nebulosas, o grunge melódico de Mascis permanecia intacto.
Mascis anunciou formalmente o fim da Dinosaur Jr em dezembro de 1997. Posteriormente, ele teve a colaboração de Kevin Shields (My Bloody Valentine) e Robert Pollard (Guided By Voices) no seu novo grupo, J. Mascis And The Fog, que lançou o excelente "More Light" em setembro de 2000. O segundo disco, "Free So Free", apareceu em 2002. A reedição, em 2005, dos discos da Dinosaur Jr. lançados pela SST coincidiu com a reunião do lineup original da banda (Mascis, Barlow e Murph) para uma longa turnê. O ressuscitado trio também gravou um novo disco de estúdio, "Beyond", que se revelou um retorno digno de crédito dessa inconfundível banda (The Encyclopedia Of Popular Music. Compiled and edited by Colin Larkin. New York: Omnibus Press, 2007, p. 434; tradução livre do inglês).

2 comentários:

luis disse...

many thanks for this album from Dinoosaur Jr. one of my favorite band
is sure a well accepted upload ( i have it without bonus track)
thanks again for this and all the music you have shared, share w will share in future

Indignaldo Silva disse...

You're welcome, luis. Thanks for comment.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...