sexta-feira, 7 de abril de 2017

The Shazam - The Shazam [Bonus Tracks]

Banda: The Shazam
Disco: The Shazam [Bonus Tracks]
Ano: 2001(*)
Gênero: Powerpop
Faixas:
1. Let's Away (2:42)
2. Oh No! (3:41)
3. Blew It (2:51)
4. Megaphone (2:13)
5. Where Do We Go (4:17)
6. Hooray For Me (2:34)
7. Cynic (2:32)
8. Engine Red (2:18)
9. C'mon Girl (3:03)
10. Rollercoaster (2:57)
11. Deep Low (3:47)
12. Florida (3:39)
13. Sleepy Horse (3:11)
14. Everything [Previously Unreleased] [Bonus Track] (2:56)
15. I Hate That Song [Previously Unreleased] [Bonus Track] (3:09)
16. Out Of The Blue [Previously Unreleased] [Bonus Track] (2:53)
17. Generation Zzzz [Previously Unreleased] [Bonus Track] (3:15)
Músicas de autoria de Hans Rotenberry, salvo "Cynic", composta por Hans Rotenberry e Lee Flick.
Créditos:
Mick Wilson: Basses & Vocals
Hans Rotenberry: Lead Vocals & Guitars
Scott Ballew: Drums & Vocals
(*) CD lançado originalmente em 1997.

Biografia:
Liderada pelo guitarrista, vocalista e compositor Hans Rotenberry, a Shazam era uma banda powerpop contemporânea de Nashville, Tennessee, EUA, que angariou um fiel fã-clube entre o público obcecado pela música pop, graças à sua sonoridade afiada, descompromissada e não raro influenciada pela mordaz música britânica.
A banda formou-se em 1997, quando Rotenberry juntou-se ao baixista Mick Wilson e ao baterista Scott Ballew. Seu primeiro disco, homônimo, lançado em 1997, recebeu produção de Brad Jones e apresentou composições de Rotenberry à Jenny Toomey (nota minha: integrante dos grupos Geek, Tsunami, Liquorice, Grenadine, So Low, Choke, entre outros, além de co-fundadora da gravadora Simple Machines) e Brett Gurewitz (nota minha: membro da Bad Religion e chefão da gravadora Epitaph Records). O trio virou quarteto com a adição do guitarrista Jeremy Ashrock e assim formado gravou "Godspeed The Shazam", em 1999, e a faixa "Super Tuesday" foi relacionada pela revista The New Yorker como uma das melhores canções do ano.
Seguiram-se mais dois álbuns, "Rev9", de 2000, e "Tomorrow The World", de 2002, igualmente produzidos por Jones, os quais, a exemplo dos primeiros discos, receberam entusiásticas críticas mas venderam pouco. A banda mostrou um renovado lineup em "Meteor", de 2009, com o ingresso do novo baixista Mike Vargo; o álbum, que teve a produção e a engenharia de som a cargo de Mack (também conhecido como Reinhold Mack e que já havia prestado serviço a Queen, Billy Squire e Black Sabbath), revelou a banda explorando sua admiração pelo rock clássico dos anos 70 e 80. Em 2010, Rotenberry uniu-se a Brad Jones, formando uma dupla para compor e gravar um disco sob a denominação Mountain Jack (Mark Deming, AllMusic; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...