domingo, 23 de outubro de 2016

Cotton Mather - Discografia básica

Banda: Cotton Mather
Gênero: Alternative Rock, Indie Rock, Powerpop


Disco: The Crafty Flower Arranger
Ano: 1992
Faixas:
1. Asterisk Man (2:54)
2. Ship Shape (2:50)
3. Spellbound (2:20)
4. April's Fool (3:07)
5. Cross the Rubicon (3:42)
6. Lost My Motto (3:50)
7. Listen to the Angel (4:22)
8. I'm in Debt (3:32)
Músicas de autoria de Robert Harrison.
Créditos:
Robert Harrison: Vocals, Guitar
Matt Hovis: Bass
Kevin Whitley: Drums, Backup Vocals ("Spellbound")
Owen McMahon: Bass ("Ship Shape")
Nat Shelton: Cello
Susan Otten: Backup Vocals
Tim McMillian: Drums ("Ship Shape")
http://tinyurl.com/jd2boxm

Disco: Cotton Is King
Ano: 1994
Faixas:
1. Lost My Motto (4:25)
2. Mr. Should (3:46)
3. Cross the Rubicon (5:02)
4. Payday (3:13)
5. Miss Information (4:05)
6. Ivanhoe (3:53)
7. April's Fool (3:12)
8. The World's Boutique (3:38)
9. Saving Myself (3:24)
10. The New King of Trash (4:27)
11. The Words of Shaman Roger (4:05)
12. The End of the Line (4:29)
Músicas de autoria de Robert Harrison.
Créditos:
Whit Williams: Guitar, Vocals
Greg Thibeaux: Drums, Percussion, Guitar, Vocals
Matt Hovis: Bass Guitar
Robert Harrison: Vocals, Guitar, Piano
Músicos adicionais:
John Ratliff: Organ (faixas 3-5, 10, 11), Piano (faixa 8)
Susan Ötten: Back Vocals (faixas 1, 3)
Joe McDermott: Warble Guitar (faixa 3), Steel Guitar (faixa 12)
Ross McLeod: Keyboards (faixa 3)
Bryan Martin: Love Pig (faixas 3, 8)
http://ow.ly/shgD305s9bX

Disco: Kontiki (Deluxe Edition)
Ano: 2012(*)
Faixas:
CD 1: Original Album
1. Camp Hill Rail Operator (3:21)
2. Homefront Cameo (3:10)
3. Spin My Wheels (3:28)
4. My Before And After (2:53)
5. Private Ruth (3:03)
6. Vegetable Row (5:01)
7. Aurora Bori Alice (2:37)
8. Church Of Wilson (2:01)
9. Lily Dreams On (2:50)
10. Password (3:12)
11. Animal Show Drinking Song (1:16)
12. Prophecy For The Golden Age (0:55)
13. She's Only Cool (2:30)
14. Autumn's Birds (3:37)
CD 2: Bonus Disc
1. Homefront Cameo [4 Track Version] (3:12)
2. Pine Box Builder [First Recording] (2:40)
3. Camp Hill Rail Operator [Acoustic] (2:41)
4. Little Star [4 Track] (5:36)
5. Baby Freeze Queen [First Recording] (1:19)
6. Altar Boy [Live Studio Recording] (2:41)
7. Flying Annie's Kite (3:06)
8. Innocent Street [Acoustic] (3:10)
9. Spin My Wheels [Electric] (3:31)
10. Church Of Wilson [4 Track] (1:51)
11. Private Ruth [Acoustic] (2:30)
12. The Gold Gone Days (2:37)
Músicas de autoria de Robert Harrison.
Créditos (prováveis):
Robert Harrison: Vocals, Guitar
Whit Williams: Guitar, Vocals
George Reiff: Bass
Dana Myzer: Drums
Greg Thibeaux: Drums ("Vegetable Row")
(*) CD lançado originalmente em 1997.
http://thinfi.com/08po

Disco: Hotel Baltimore
Ano: 1999
Faixas:
1. Lost My Motto (millennium chrome version) (3:56)
2. El Matador (2:10)
3. Baby Freeze Queen II (1:56)
4. Missing the Boat (1:54)
5. John Wayne Jung (music for film short) (2:55)
6. Dream Girl (2:46)
7. Altar Boy (Jimbo's theme) (1:57)
Músicas de autoria de Robert Harrison, exceto "Dream Girl", composta por Jan & Jerry Crutchfield.
Créditos:
Dana Myzer: Drums
Josh Gravelin: Bass
Robert Harrison: Vocals, Guitar
Whit Williams: Guitar, Vocals
http://bit.ly/2e1ITcQ

Disco: The Big Picture
Ano: 2001
Faixas:
1. Last of the Mohicans (2:14)
2. Marathon Man (5:46)
3. Baby Freeze Queen (2:36)
4. 40 Watt Solution (3:09)
5. Glory Eyes (3:15)
6. Monterry Honey (4:29)
7. AMPs of Sugarland (2:14)
8. Panama Slides (3:05)
9. Pine Box Builder (2:29)
10. Story of Anna (2:49)
11. Condo Lights (2:12)
12. Ramon Finds Waterfalls (3:51)
13. Waterfalls (1:45)
14. Running Coyote Advances (1:03)
Músicas de autoria de Robert Harrison.
Créditos:
Dana Myzer: Drums
Josh Gravelin: Bass
Robert Harrison: Vocals, Guitar
Whit Williams: Guitar, Vocals
http://bit.do/cNKCp

Disco: Death Of The Cool
Ano: 2016
Faixas:
1. The Book of Too Late Changes (3:27)
2. Close to the Sun (3:36)
3. The Middle of Nowhere (5:02)
4. Candy Lilac (2:24)
5. The Life of the Liar (2:49)
6. The Land of Flowers (4:05)
7. Never Be It (3:16)
8. Queen of Swords (3:06)
9. Waters Raging (2:42)
10. Child Bride (2:49)
11. The End of DeWitt Finley (3:49)
Músicas de autoria de Robert Harrison.
Créditos:
Robert Harrison: Vocals, Guitar
Whit Williams: Guitar, Vocals
Darin Murphy: Drums, Vocals
George Reiff: Bass
Dana Myzer: Drums
Josh Gravelin: Bass
Músicos adicionais e convidados:
Kullen Fuchs, Hollie Thomas, Vince Delgado, Derek Morris, Anthony Parrell, Rick Richards: Unknown Contribution


Biografia:
Fundindo, brilhantemente, Beatles, Squeeze e Guided By Voices e influenciada por outros artistas menos óbvios, a Cotton Mather é daqueles raros grupos de powerpop que transcendem suas inspirações para criar música própria, original e poderosa.
Formada em Austin, em 1991, a primitiva Cotton Mather (chamada assim em homenagem ao famoso autor e pregador puritano estado-unidense) compunha-se de Robert Harrison, vocalista e guitarrista (sua figura de proa), Whit Williams, guitarrista, Matt Hovis, baixista, e Greg Thibeaux, baterista e dublê de guitarrista. Essa formação gravou uma demo, "Crafty Flower Arranger", em 1992, que nunca foi lançada oficialmente, mas foi amplamente pirateada na esteira do sucesso posterior do grupo. Algumas faixas ali registradas restaram posteriormente regravadas, em versões muito superiores às originais, no disco de estreia da banda, "Cotton Is King", de 1994.
A influência da Squeeze é particularmente forte nesse álbum; Harrison, de modo surpreendente, soa como Glenn Tilbrook em várias músicas.
Hovis e Thibeaux saíram após "Cotton Is King". Williams passou para o baixo e Dana Mizer chegou para se ocupar dos tambores. O trio gravou seu segundo álbum, "Kontiki", de 1998, na garagem de Harrison, com equipamento emprestado, entregando depois as fitas ao produtor Brad Jones para remixá-las e acrescentar instrumentos. O disco resultante, uma colagem de clichês e refrões pop, foi recebido entusiasticamente pela vanguarda cultural americana, porém sua limitada distribuição acabou por encalhá-lo. Some-se o fato de que Mizer deixou o grupo antes do álbum ser lançado (embora ele apareça na capa) e tudo fazia crer que a Cotton Mather estava destinada a desaparecer na obscuridade.
E isso quase realmente aconteceu, não fosse um conjunto de circunstâncias fortuitas. Noel Gallagher, guitarrista e compositor da Oasis, escutou "Kontiki" e, num feliz momento de lucidez, percebeu que o som da Cotton Mather era muito superior e muito mais original do que o som da sua banda; era o som que a Oasis vinha tentando desenvolver há muitos anos.
Gallagher, então, começou a promover a banda americana na imprensa britânica, e, como consequência, a gravadora inglesa Rainbow Quartz reeditou "Kontiki" no Reino Unido no final de 1998. Foi um sucesso impactante, e a brilhante "My Before And After" finalmente ganhou grande espaço na programação radiofônica.
Harrison e Williams rapidamente convenceram Mizer a retornar e, com o acréscimo de um novo baixista, Josh Gravelin, partiram para uma bem-sucedida turnê pelo Reino Unido, seguindo-se a gravação, em 1999, do EP "Hotel Baltimore".
A renovada banda começou a gravar o seu terceiro disco longo, no começo de 2001, com Jones novamente na produção. "The Big Picture" foi lançado pela Rainbow Quartz no final de 2001. Separando-se em 2003, os membros da banda formaram novos grupos. O mais notável deles foi o Future Clouds & Radar, de Harrison, que lançou dois álbuns no fim da década, com boa aceitação. O legado da Cotton Mather mostrou-se forte, e, por isso, em 2012 - graças ao apoio dos fãs, solicitado através de uma campanha da Kickstarter -, Harrison relançou "Kontiki" em versão de luxo, em dois CDs, pela sua própria gravadora, Star Apple Kingdom.
Ele também reativou a banda para uma apresentação no SXSW de 2012, tocando o disco "Kontiki" inteiro. E logo começou a idealizar um novo projeto para a Cotton Mather, buscando inspiração no "I Ching" para compor 64 canções, uma para cada hexagrama do livro. Trabalhando com um grupo de músicos que incluía Whit Williams, seu incessante colaborador, Harrison principiou a gravar as músicas no seu estúdio caseiro. A primeira fornada de canções rendeu o álbum "Death Of The Cool", lançado em agosto de 2016 através da Star Apple Kingdom  (Stewart Mason, AllMusic; tradução livre do inglês).

8 comentários:

heylee disse...

Melofilia, many thanks for sharing all things, Cotton Mather...your work and ear.
Desert island...XTC,Squeeze,Cotton Mather,Jelly Fish and James Brown.

Indignaldo Silva disse...

You're welcome, heylee.

Jayme da costa Maceió AL disse...

Está banda me fez pensar nos Beatles! Obrigado, Indignaldo.

Indignaldo Silva disse...

Dentro do gênero powerpop, a banda realmente é muito boa. Valeu o comentário, Jayme.

Jayme da costa Maceió AL disse...

De fato, Indignaldo, trata-se de Powerpop, gênero que admiro, mas em poucas bandas. Ouvindo passivamente, agradou-me por demais, a música April`s Fool do primeiro trabalho levou-me imediatamente a conhecer todos os demais trabalhos, graças a ti. Muito Agradecido, amigo.

Indignaldo Silva disse...

Valeu, Jayme.

Anônimo disse...

mUCHAS gracias desde España.
Another great powerpop band that has a simillar sound is myracle brah.

Indignaldo Silva disse...

Obrigado pelo comentário. Vou conferir a Myracle Brah.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...