sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Cast - All Change

Banda: Cast
Disco: All Change
Ano: 1995
Gênero: Alternative Rock, Indie Rock, Britpop
Faixas:
1. Alright (3:36)
2. Promised Land (4:37)
3. Sandstorm (2:41)
4. Mankind (3:45)
5. Tell It Like It Is (4:41)
6. Four Walls (3:10)
7. Finetime (3:06)
8. Back Of My Mind (3:04)
9. Walkaway (3:51)
10. Reflections (3:05)
11. History (4:24)
12. Two Of A Kind (8:07)
Músicas de autoria de John Power.
Créditos:
John Power: Guitar, Vocals
Liam Tyson: Guitar
Peter Wilkinson: Bass
Keith O'Neill: Drums
Jonathan Stone, Vincent Needham: Strings ("Walkaway")
http://ow.ly/y6FJ303nvA7

Biografia:
Uma das bandas guitarreiras mais tradicionais surgidas durante a era pop britânica da metade dos anos 90, a Cast tem suportado críticas negativas de certos setores da mídia, que a rotula como um grupo meramente revivalista.
Mas isso não a impediu de tornar-se bastante popular na Grã-Bretanha, na esteira do sucesso de Oasis e Blur. Liderada pelo vocalista e guitarrista John Power, a Cast esculpiu uma sonoridade altamente influenciada pela invasão britânica do começo da década sessentista, ainda que infundida com uma mística sensibilidade lírica de aparência hippie, que Power tratou de destacar em todas as suas entrevistas. Mas o fator que realmente catapultou a Cast para o sucesso foi o dom de Power em compor refrãos pop simples e bem estruturados, como demonstrado nos hits "Fine Time", "Alright" e "Walkaway".
As origens da Cast assentam-se na La's, o seminal grupo pop guitarreiro inglês do fim dos anos 80, comandado por Lee Mavers. John Power foi baixista da La's desde a sua criação, em meados dos anos 80, até o começo dos anos 90, quando a banda estourou na Grã-Bretanha com o seu primeiro e homônimo disco. 
Após a turnê destinada à divulgação do álbum, a La's programou-se para gravar outro disco, mas logo ficou claro que Mavers, além de não conseguir compor novas canções em tempo razoável, ainda impedia o aproveitamento do material de Powers. O baixista deixou a La's e formou a Cast, no início de 1994, com o guitarrista Liam Tyson, o baixista Peter Wilkinson e o baterista Keith O'Neil.
A Cast ganhou sua primeira grande oportunidade abrindo as apresentações de Elvis Costello numa excursão do músico saxão pelo Reino Unido em 1994. No encerramento daquele ano, a banda assinou com a Polydor Records e principiou a gravar com John Leckie (XTC, Stone Roses). "Finetime", o primeiro single do grupo, alcançou o 17° lugar nas paradas pop na primavera de 1995, seguido por "Alright", outro single de sucesso no verão do mesmo ano. "All Change", a estreia em disco longo, saiu em outubro de 1995, debutando no Top Ten britânico.
Ao longo de 1996, a popularidade da Cast continuou a crescer, o mesmo acontecendo com "All Change", ganhador do disco de platina. A banda viajou pelos Estados Unidos várias vezes, conquistando admiradores devotados. No outono de 1996, o grupo lançou seu segundo single, "Flying", que atingiu o 4° lugar nas paradas inglesas. O segundo disco longo, "Mother Nature Calls", chegou às lojas na primavera de 1997. "Magic Hour", ostentando composições mais refinadas, apareceu dois anos mais tarde; "Betroot", de 2001, foi o derradeiro álbum da banda.
Contudo, a banda retornou em 2010, realizando shows nos Estados Unidos e no Reino Unido em 2011, em comemoração ao 15° aniversário de "All Change". E o que era temporário virou permanente: a Cast conservou-se unida e lançou um disco de canções inéditas em 2012, chamado "Troubled Times" e produzido novamente por John Leckie. O álbum foi bem recebido e a Cast percorreu o mundo todo para divulgá-lo. Ao mesmo tempo, preparava material novo, gravado fragmentadamente ao longo de vários anos no estúdio Motor Museum, em Liverpool, com Al Groves (Bring Me The Horizon). Peter Wilkinson saiu em 2015, sendo substituído pelo guitarrista Jay Lewis, ex-La's. O sexto álbum, "Kicking Up The Dust" – já com Lewis –, foi lançado em abril de 2017. (Stephen Thomas Erlewine, AllMusic; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...