quarta-feira, 20 de julho de 2016

Sloan - Smeared [Bonus Tracks]

Banda: Sloan
Disco: Smeared [Bonus Tracks]
Ano: 1992
Gênero: Alternative Rock, Indie Rock, Powerpop
Faixas:
1. Underwhelmed (4:43)
2. Raspberry (4:01)
3. I Am The Cancer (3:41)
4. Median Strip (3:35)
5. Take It In (3:58)
6. 500 Up (4:19)
7. Marcus Said (4:31)
8. Sugartune (3:32)
9. Left Of Centre (2:31)
10. Lemonzinger (4:11)
11. Two Seater (3:03)
12. What's There To Decide? (4:20)
13. Pretty Voice [From EP "Peppermint", 1992] [Bonus Track] (3:08)
14. Lucky For Me [From EP "Peppermint", 1992] [Bonus Track] (3:11)
15. Torn [From EP "Peppermint", 1992] [Bonus Track] (2:55)
Músicas de autoria da banda.
Créditos:
Jay Ferguson: Guitars, Vocals
Chris Murphy: Bass, Vocals, Erased Guitar
Patrick Pentland: Guitars, Vocals, Bass
Andrew Scott: Drums, Vocals, Guitar
Jennifer Pierce: Additional Vocals
http://tiny.cc/pgzjiy

Biografia:
A biografia da banda, que segue, em tradução livre do inglês, foi extraída do site Oldies, que, por sua vez, cita, como fonte primária do texto, a Encyclopedia Of Popular Music, de Colin Larkin (sob licença da editora Muze).
Essa banda canadense de rock alternativo teve como ponto de partida a Universidade de Arte Nova Escócia, em Halifax, onde Andrew Scott (nascido em 15 de novembro de 1967, em Ottawa, Ontário, Canadá; bateria) e Chris Murphy (nascido em 7 de novembro de 1968, em Charlottetown, Prince Edward Island, Canadá; baixo) uniram-se a Patrick Pentland (nascido em Newtownards, County Down, Irlanda do Norte; guitarra) e Jay Ferguson (nascido em 14 outubro de 1968, em Halifax, Nova Escócia, Canadá; guitarra e vocais).


A Sloan desenvolveu sua sonoridade misturando influências de hardcore e grunge, usando amplificadores baratos e compondo canções inteligentes. Em 1992, gravou, na casa de um amigo, em Halifax, o EP "Peppermint", lançando-o através do seu próprio selo, Murderecords. Uma performance radiante na Conferência Musical da Costa Leste canadense chamou a atenção da Geffen Records, que gostou do EP e prontamente contratou a banda. "Smeared", o primeiro disco, impressionou críticos e ouvintes com suas composições pop e seus harmoniosos vocais, contrabalançados pela pesada e agressiva guitarra de Pentland. Apesar de uma campanha promocional discreta, o álbum saiu-se bem nas rádios universitárias da América do Norte, que incluíram na sua programação a música "Underwhelmed", também lançada num EP homônimo de quatro faixas. O disco seguinte, "Twice Removed", atenuou um pouco a zoada, com efeito positivo, enfatizando as guitarras melódicas, erguidas a cintilantes alturas em "Snowsuit Sound".


A banda, em seguida, inativou-se durante um tempo, rescindindo o contrato com sua gravadora. Mas retornou em 1996, emitindo, pela Murderecords, o álbum "One Chord To Another", com uma brilhante seleção de músicas pop. Mais tarde, o disco foi relançado, mundialmente, pela EMI Records, impulsionando a Sloan a figurar como um dos principais grupos made in Canada do final dos anos 90. Sua reputação tonificou-se posteriormente mediante duas gemas powerpop: "Navy Blues" (1998) e "Between The Bridges" (1999). Com a chegada do novo milênio, grandes gravadoras lançaram "Pretty Together" e "Action Pact", este gravado sob o comando do famoso produtor Tom Rothrock, porém indicando que a genialidade autoral do quarteto já se diluíra.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...