segunda-feira, 19 de maio de 2014

My Morning Jacket - The Tennessee Fire

Cover
Banda: My Morning Jacket
Disco: The Tennessee Fire
Ano: 1999
Gênero: Alternative Rock, Indie Rock, Neo-Psychedelia
Faixas:
1. Heartbreakin Man (3:11)
2. They Ran (2:48)
3. The Bear (4:39)
4. Nashville To Kentucky (2:58)
5. Old September Blues (2:28)
6. If All Else Fails (3:58)
7. It's About Twilight Now (4:06)
8. Evelyn Is Not Real (3:04)
9. War Begun (3:06)
10. Picture Of You (3:16)
11. I Will Be There When You Die (4:42)
12. The Dark (3:22)
13. By My Car (4:04)
14. Butch Cassidy (3:55)
15. I Think I'm Going To Hell (5:06)
16. Alabama Come Clean (2:42)
Músicas de autoria de Jim James.
Créditos:
Jim James: Vocals, Guitar
Tom Blankenship (a.k.a. Two-Tone Tommy): Bass
Johnny Quaid: Guitar
J. Gleen: Drums
http://freetexthost.com/51wjxl4t1e

Biografia:
Parecida, em estilo e abordagem, com peculiares bandas de rock alternativo, tais como Mercury Rev e Flaming Lips, a My Morning Jacket, sediada em Louisville, Kentucky, EUA, empenhou-se em conciliar as críticas elogiosas com o sucesso comercial usufruído pelas duas bandas supracitadas.
Originária da zona suburbana de Louisville, os primórdios da banda remontam à época em que os primos Jim James (nome verdadeiro: James Oliges, nascido em Louisville, Kentucky, EUA; vocais e guitarra) e Johnny Quaid (guitarra) começaram a testar e burilar as músicas que James compusera até então. 1998 marcou a inclusão de Two-Tone Tommy (baixo) e J. Glenn (bateria), e o quarteto recém-estabelecido principiou a ensaiar na fazenda dos avós de Quaid.

13
A contratação pela gravadora independente Darla veio em seguida, resultando no lançamento, em 1999, do primeiro disco da banda, "The Tennessee Fire". E, imediatamente, realizou-se uma turnê internacional para divulgar o álbum. Encerrada a excursão, e enquanto a atenção do grupo voltava-se para o próximo disco, o baterista Glenn perdeu seu lugar para K.C. Gueting, e o tecladista Danny Cash incorporou-se ao lineup. O segundo disco da My Morning Jacket, "At Dawn", surgiu em 2001, com arrebatadora aclamação e crescente aceitação pelos consumidores. No mesmo período em que o quinteto iniciava uma gira pelos Estados Unidos, abrindo shows para a Guided By Voices, as baquetas trocaram de dono, indo parar nas mãos de Patrick Hallahan.


O trabalho duro da banda finalmente acabou recompensado: a poderosa gravadora ATO/RCA contratou-a. O EP "Sweatbees" apareceu no final de 2002, servido como aperitivo enquanto a banda preparava o disco "It Still Moves", sua première no novo selo. Feito o lançamento, o grupo excursionou com Arthur Lee And Love, em 2003, na turnê Forever Changes, abrindo os shows da banda sessentista. Seguiram-se outras mudanças de pessoal no início de 2004: Quaid e Cash saíram e Carl Broemel e Bo Koster os substituíram, respectivamente. A nova formação coligou-se ao veterano produtor John Leckie para gravar "Z", seu segundo disco pela etiqueta ATO/RCA (nota minha: após "Z", a banda lançou outros discos; o último, "Circuital", chegou às lojas em 2011) (The Encyclopedia Of Popular Music. Compiled and edited by Colin Larkin. New York: Omnibus Press, 2007, p. 1012; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...