sexta-feira, 28 de outubro de 2011

The Fondas - Discografia básica

Banda: The Fondas
Gênero: Powerpop, Garage Rock

 
Front
Disco: Coming Now!
Ano: 2003
Faixas:
1. Yeah Baby (Brown, Strong) 2:19
2. Work Out (Washington) 2:18
3. Hey! Little Boy (Shannon) 2:48
4. Where Is The Love (Ballard) 2:12
5. Wildman On The Loose (Allison) 2:00
6. Watching The Late Late Show (Covay) 3:38
7. I'm So Glad (Johnston, Teray) 2:30
8. I Don't Know What To Do (Jones) 2:52
9. Wanna Be (Niemenski) 3:56
10. Stop The World And Let Me Off (Belew, Stevenson) 2:14
11. Your Heart Belongs To Me (Robinson) 2:36
12. Daddy Loves Baby (Covay, Miller) 2:55
13. Down In The Basement (Coleman) 2:20
14. Down In The Basement [Instrumental] (Coleman) 2:20
Créditos:
Julie Benjamin: Vocals
Mark J. Niemenski: Guitar, Vocals, Percussion
Steve Shaw: Guitar, Vocals
Joe Burkick: Bass, Vocals
Chip Sercombe: Drums
Fred Bergman: Saxophone
http://bit.ly/1K0pEt7

Front 1
Disco: Runaway Bombshell
Ano: 2006
Faixas:
1. Make You Mine (Niemenski)
2. Tied Emotion (Niemenski)
3. Can't Live Without Love (Niemenski)
4. Don't Come Back (Cartwright)
5. What (Niemenski)
6. That's All (Prater)
7. Little Bit (Niemenski)
8. Tell Me Lovesick Blues (Shaw)
9. Might As Well Go (Niemenski)
10. Upset My Soul (Obrecht, Drain)
11. I Want My Share (Stevenson)
12. Infatuation (Niemenski)
13. Say You're Sorry (Niemenski)
14. What To Do (Schofield)
Créditos:
Julie Benjamin: Vocals
Mark J. Niemenski: Guitar, Vocals, Keyboards, Accordion, Pedal Steel
Steve Shaw: Guitar
Nick Sokolowski: Bass
Chip Sercombe: Drums
Fred Bergman: Tenor & Baritone Saxophones
Collette Alexander: Cello



Biografia:
Pode parecer estranho para as pessoas que só souberam do revival do rock garagem de Detroit, Michigan, EUA, quando a música "Fell In Love Whit A Girl", da "White Stripes", estourou nas rádios em 2002, mas o cenário local de guitar bands já formou três gerações de bandas garageiras, e The Fondas é um exemplo de grupo que superou muitos outros originários de Detroit, tanto em reconhecimento quanto em sofisticação musical. E embora grande parte da atenção da imprensa centre-se na vocalista Julie Benjamin, com seu ar de estrela de cinema e presença de palco magnética, o verdadeiro líder da The Fondas é o guitarrista Steve Shaw.

1
Shaw, um protegido de Alex Chilton, com uma obsessão semelhante para o R&B retrô e singles precoces de rock obscuro, fundou a Detroit Cobras, em meados da década de 90, mas deixou a banda depois de apenas alguns lançamentos. Estilisticamente, The Fondas aproxima-se da Detroit Cobras, misturando agressividade punk, rock garagem primitivo e um sensual e vibrante R&B, mas com uma ênfase maior em regravações de músicas originais contidas em raros "B-sides", conhecidos apenas por fanáticos colecionadores de discos. Shaw fundou The Fondas (chamada assim, é claro, por conta da dinástica família de atores, e especialmente por causa do senso artístico que vem sendo passado de geração a geração), em 2003, convocando Benjamin, ex-baterista do grupo de influência psicodélica Slumber Party, como sua vocalista, da mesma forma que Rachel Nagy foi o ponto central da Detroit Cobras.

3
Adicionando o guitarrista Mark Niemenski e o baterista Chip Sercombe, da semilendária banda underground dos anos 80, Hysteric Narcotics, ao lado do baixista Nick Sokolowski, The Fondas estreou em 2004, com "Coming Now!", lançado pela gravadora Sympathy For The Record Industry. Através de uma extensa turnê e do patrocínio do grupo Little Steven, promotor de festivais de revival garage, que aprovou e colocou o primeiro single da banda, "Wanna Be", em seu programa de rádio e inseriu o grupo no seu interminável pacote turístico, The Fondas se tornou uma das bandas de garagem rock do momento em 2005. O segundo e ainda melhor disco da banda, "Runaway Bombshell", que mostrou uma evolução do compositor Niemenski, de "Wanna Be", foi lançado no verão de 2006 (Stewart Mason, AllMusic; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...